Pesquisar neste blog

segunda-feira, 19 de março de 2012

Atenção professores: Cursos do PARFOR em Pau dos Ferros inscrições abertas

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE - UERN 
CAMPUS AVANÇADO “PROFª. MARIA ELISA DE A. MAIA”- CAMEAM 
INSTITUTO FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE/IFRN - CAMPUS PAU DOS FERROS 
PLANO NACIONAL DE FORMAÇÃO DOCENTE DA REDE BÁSICA - PARFOR 

COMUNICADO 
PERÍODO DE INSCRIÇÕES DOS CURSOS PRESENCIAIS – PARFOR 

Senhores e senhoras gestores e professores da Educação Básica, 

Informamos que estão abertas novas inscrições para o PARFOR PRESENCIAL (FORMAÇÃO INICIAL) – CURSOS DE GRADUAÇÃO PARA PROFESSORES DA REDE PÚBLICA DE ENSINO (MUNICIPAIS, ESTADUAIS E FEDERAIS), no Campus Avançado “Prof.ª Maria Elisa de Albuquerque Maia” - CAMEAM/UERN e Instituto Federal do Rio Grande do Norte – IFRN. 
Os cursos ofertados são: 
A) UERN – Pau dos Ferros: 
1ª Licenciatura: 1) Ciências Sociais, 2) Filosofia, 3) Música e 4) Pedagogia 
2ª Licenciatura: 1) Geografia e 2) Letras/Espanhol 
B) IFRN – Pau dos Ferros: 
2ª Licenciatura: 1) Ciências da Natureza e Matemática 

Podem inscrever-se professores da Rede Pública de Educação Básica (ensino municipal, estadual e federal) dos estados do RN, PB e CE. O professor deve ser cadastrado no EDUCACENSO (http://sitio.educacenso.inep.gov.br/), para poder fazer sua inscrição. No caso das segundas licenciaturas, o Programa objetiva formar profissionais formados em uma área, mas que atua em outra há mais de 3 anos, por isso é necessário emissão de uma declaração pelo diretor da escola, afirmando a sua atuação. 

As pré-inscrições deverão ser feitas obrigatoriamente pela internet, no endereço eletrônico http://freire.mec.gov.br/index-static/ 

Mais informações no calendário abaixo (as datas não terão prorrogação): 

De 19/03/2012 a 08/04/2012 - Período de pré-inscrição na Plataforma Freire; 
De 09/04/2012 a 23/04/2012 - Período de validação das inscrições pelas Secretarias de Educação estaduais e municipais; 
De 24/04/2012 a 08/05/2012 - Período de seleção dos alunos pelas IES; 
De 09/05/2012 a 23/05/2012 - Período de matrícula pelas IES e inclusão dos matriculados na Plataforma Freire. 
Para outras informações e, também, para tirar dúvidas, favor entrar em contato pelo e-mail pferros@uern.br ou pelo tel. 84-3351-2560/3148/3909 falar com a técnica Gerlânia Medeiros do CAMEAM/UERN ou tel. 84-3351-4812/4019 falar com a técnica Amélia do IFRN. Pedimos ampla divulgação nessas informações. 

Atenciosamente, 
Coordenação do PARFOR/CAMEAM/UERN 
Coordenação do PARFOR/IFRN - Pau dos Ferros

domingo, 11 de março de 2012

Padre Philipe Bourel em Apodi - Raimundo Pinto


Artigo nº 01/2012
Apodi-RN, 11 de março de 2012

RAIMUNDO MARINHO PINTO
(Esmiuçador de Biografias e de fatos históricos).


Primeiro aqui quero parabenizar e louvar a idéia e iniciativa do cidadão Nuremberg Ferreira de Souza, em nome dos demais idealizadores do requerimento protocolado na Câmara Municipal, pelo Cidadão Cézar Silva, veio a tornar-se projeto de lei sob o nº 012/2011, registrado no livro 001; folhas 89, cujo teor é denominar o Calçadão da Lagoa do Apodi – Complexo Turístico Padre Philipe Bourel de Agripi – nome do primeiro padre estabelecido em terras de Apodi e construção de monumento com placa alusiva ao fato histórico e com a réplica da primeira tela pintada no Rio Grande do Norte, que retrata o falecimento do referido padre. 

Aproveitando o ensejo, também quero humildemente dar a minha contribuição como “esmiuçador” de biografias e de fatos históricos, ao descrever aqui quem foi o Padre Felipe Bourel de Agripi, isso com o objetivo de levar ao conhecimento das pessoas que ainda não estão a par, especialmente os mais jovens, estudantes de história, além das novas gerações que virão no futuro, para que, assim, não se perca no espaço do tempo essa história iniciada no ano de 1700, ou seja, há mais de três séculos, segundo o historiador Olavo de Medeiros. 

Por falar de biografias no início, há poucos dias terminei de ler o livro “QUEM É QUEM” na história do Brasil, com 500 biografias de personalidades, tais como: artistas, líderes políticos, empresários, escritores, cientistas, atletas, cineastas, religiosos, cantores e compositores, como Luis Gonzaga, “O Reio do Baião”. Aliás, dentre as biografias das personalidades citadas temos a primeira mulher mandatária no Brasil, a princesa Isabel, que em 13 de maio de 1888, assinou a lei áurea, tornando extinta a escravidão no Brasil. Além dos estadistas do século, como Getúlio Vargas, Juscelino Kubtschek (JK), Tancredo Neves e o Dr. Ulysses Guimarães. Por último deixo a minha mensagem a todas as pessoas de modo geral que, leiam o que for do seu alcance. Ler é descobrir conhecimentos. Certa vez disse o grande sábio Rui Barbosa, “Uma casa sem livros é como um corpo sem alma”. 

VAMOS ENTÃO, A HISTÓRIA DO PADRE PHILIPE BOUREL EM TERRAS DO APODI: 

“A chamada guerra dos Bárbaros, ou levante' do Gentio Tapuia, ocorrida nas quatro décadas que medeiam os anos de 1683 e 1725, foi um dos episódios mais dramáticos da História da antiga Capitania do Rio Grande. Concedidas as primeiras datas e sesmarias no interior da Capitania, com a finalidade de expandir-se a criação de gado, ocorreu a reação dos Tapuias contra a presença dos curraleiros no sertão por eles habitado. 

À medida em que os indígenas iam sendo vencidos pelo Terço dos Paulistas, eram eles coagidos a se aldearem nas missões religiosas, como foi o caso dos Tapuias Paiacus, do grupo étnico ­cultural Tarairiú, aldeados á beira da Lagoa do Podi, ou Apodi. No dia 10 de janeiro de 1700, uma terça-feira, o padre jesuíta Philipe Bourel, alemão de Agripi, na Almenha, fundou a Missão de São João Batista da Lagoa do Apodi, no local que passou a receber a denominação de Córrego da Missão. 

O Padre Philipe Bourel viera do Colégio da Companhia de Jesus, na Bahia, na qualidade de missionário apostólico. A respeito do alemão, dedicou o escritor Dom Domingos de Loreto Couto, autor do livro Desagravos do Brasil e Glorias de Pernambuco, impresso no ano de 1757, os mais louváveis elogios. 

Segundo aquele escritor, o Padre Philipe Bourel teria ressuscitado uma criança indígena, já sepultada, batizando-a em seguida. Entregue a criança a sua mãe, teria a mesma vivido mais alguns dias ... Naquele ano de 1757, ainda existia na Capela do Apodi um quadro retratando o episódio milagroso. 

O padre jesuíta Serafim Leite, autor da HISTÓRIA DA COMPANHIA DE JESUS NO BRASIL, nos fornece variadas informações sobre a presença do Pe. Philipe Bourel naquela Missão do Apodi. 

No ano de 1709, a Aldeia dos Paiacus da Lagoa do Apodi foi atacada pelos indigenas Janduins, que apesar de pertencerem ao mesmo grupo Tarairiu, eram ferrenhos inimigos daqueles paiacus. No ataque desferido pelos referidos Janduis, contra os 600 Paiacus aldeados no Apodi, aprisionaram os atacantes 80 individuos e mataram 70. 

Graças à informação que nos foi prestada por Eudes Galvão, recentemente falecido em Buenos Aires, tomamos conhecimento da existência do quadro "Morte do Padre Philipe Bourel", pertencente ao acervo do Museu Nacional de Belas Artes (Av. Rio Branco, 199 - Rio de Janeiro-RJ). Com a ajuda prestada por Paulo Fernanges de Albuquerque Maranhão, conseguimos uma cópia da referida tela, no tamanho de 74 x 62 centímetros, a qual será oportunamente doada ao nosso Instituto Histórico e Geográfico. 

O quadro "Morte do Padre Philipe Bourel", do autor desconhecido da Escola Portuguesa do Seculos XVIII, e a primeira tela da mencionada Escola que registra uma paisagem do Brasil. Até então a arte profana e o registro de paisagens das colônias portuguesas, como o Brasil, eram objeto de proibição pela Escola! 

A referida tela foi adquirida em Londres, em 1964, pelo nosso embaixador Afrânio de Melo Franco, e posteriormente doado pela embaixatriz Germina de MeIo Franco, em atenção ao desejo expresso de seu marido, aquele Museu de Belas Artes. 

No centro do quadro aparece uma rústica cabana, coberta de buriti, em cujo interior repousa o corpo agonizante do Pe. Philipe Bourel, deitado sobre um leito também de palha. Dois portugueses assistem-lhe os últimos minutos de vida. Em volta do sacerdote, alguns indígenas choram ­lhe a morte iminente.” 

(Fonte: APODI NO PASSADO E NO PRESENTE, Válter de Brito Guerra,1995) 
Segundo o historiador Olavo de Medeiros esta tela é a pintura feita no RN, em 1709, em Apodi 

quinta-feira, 8 de março de 2012

Homenagem ao Dia das Mulheres 2012 - Deusinha


Poesia feita na sala de aula do Módulo Cooperativismo do Programa Mulheres Mil no IFRN em Apodi RN.

Não chegamos ao topo em um salto
Subir degrau por degrau é importante
Aprender é tão gratificante!
Estudar nunca é demais
Quem já sabe ainda precisa saber mais
O conhecimento é o amigo de verdade
É o companheiro que te acompanha até a morte
É seu parceiro para a eternidade.

Envelheci, não me importo
A velhice em nossa vida não se evita
Eu mais velha, tô me achando mais bonita!
Mesmo sem plástica, com ruga e imperfeição
Tenho a felicidade cravada no coração
E a experiência que a jovem ainda não viveu
Tenho o amor para doar para as pessoas
Por essas coisas boas, minha gente eu sou mais eu.


Deusinha Poetisa Popular  de Córrego Apodi – RN 
08 de março de 2012.

quarta-feira, 7 de março de 2012

Inscrições para o Cursinho Pró-IFRN irão começar!

Professores L.C. Sax e Givanilson

O Cursinho Pró-IFRN, estará com as matrículas abertas a partir do dia 19/03 até o dia 21/03. Isso mesmo! só serão 3 dias de inscrições. Garanta já a sua vaga e venha fazer parte do cursinho que mais aprova alunos para o IFRN no Campus de Apodi. 

Além de uma dupla de professores experientes, o cursinho conta com aulas expositivas e utilização de aparelhos multimídia, o que torna a aula mais dinâmica, prazerosa e produtiva. Então, não perca tempo. Garanta sua vaga e dê o primeiro passo para a sua aprovação no IFRN.

Início das aulas: 26/03/2012
Local das aulas e das inscrições: Escola Municipal Lidaura Silva - Conjunto Cohab - Próximo à Rádio AM 1030. Maiores informações, ligue: 9152-1081

AS VAGAS SÃO LIMITAS. GARANTA LOGO A SUA!

Agradecem: Prof. L.C.Sax e Prof. Givanilson Caetano.

Cadeias Produtivas

Este espaço é dedicado a disponibilizar informações sobre as cadeias produtivas de Apodi que são:

Apicultura
Cajucultura
Rizicultura
Caprinobovinocultura


Tem mais?

Mande informações sobre as Cadeias Produtivas de Apodi pelo email tudodeapodi@hotmail.com

terça-feira, 6 de março de 2012

Plantadores de Arroz Vermelho do Vale do Apodi apresentam avanços do Arroz Orgânico.

Arroz Orgânico em Baixa Fechada I

A cadeia produtiva do arroz do Vale do Apodi vai realizar uma importante palestra sobre a produção do arroz vermelho e apresentação de resultados de trabalhos de pesquisa participativa que vem sendo desenvolvidos em Apodi, do projeto: “Avaliação, introdução e difusão de cultivares de arroz de tipos especiais e tecnologia para produção no Vale do Apodi”. Sendo assim a Associação dos Produtores de Arroz do Vale do Apodi (APAVA) e entidades parceiras convidam a toda a sociedade apodiense para participar deste importante evento.

SERVIÇO
O que é? Palestra sobre a produção do arroz vermelho e apresentação de resultados de trabalhos de pesquisa participativa que vem sendo desenvolvidos em Apodi
Data: 09/03/2012 (Sexta Feira)
Horário: 08:00 h às 14:00 h
Local: Auditório do Sindicato dos Trabalhadores(as) Rurais de Apodi

PROGRAMAÇÃO
1. Apresentação de resultados da produção de Arroz em Transição Agroecologica no vale do Apodi (unidade demostrativa APAVA). 
Engº Agrônomo José Flaviano Barbosa de Lira –CNPq/UFERSA/COOPERVIDA
2. Os principais desafios enfrentados na Cadeia Produtiva do Arroz vermelho no Vale do Apodi. Francisco Edilson Neto (representante do STTR Apodi).
3. Apresentação de resultados de Experimento com Variedades de arroz vermelho. Prof. Dr. Neyton Oliveira Miranda (UFERSA)
4. A importância da Cultura do Arroz vermelho para agricultura Familiar no Vale do Apodi/RN, com ênfase na classificação pela qualidade - Dr. José de Almeida Pereira –EMBRAPA Meio Norte.
Sua presença é importantíssima para todos nós.

Mais informações com: José Flaviano Barbosa de Lira
Engº Agr. Bolsista CNPQ/COOPERVIDA
Cel.: (84) 9406-1208

Matéria enviada por Agnaldo Fernandes

Convite Lançamento de Livro Recursos Hídricos - usos e manejos

segunda-feira, 5 de março de 2012

Casa de cultura de Apodi - Edital para Agente de leitura



A Casa de Cultura Popular Palácio Soledade, torna publico a divulgação do PROCESSO SELETIVO PARA FORMAÇÃO DE AGENTES DE LEITURA do programa mais cultura do Estado do Rio Grande do Norte Edital nº 02/2012.

Serão 15 vagas para Apodi, sendo 10 agentes e 05 cadastro reserva. As bolsas serão de R$ 350,00 por 12 meses. Para jovens e adultos com idade entre 18 e 29 anos.

O Edital encontra-se disponível na pagina do site da Secretaria Extraordinária de Cultura: http://www.cultura.rn.gov.br , ou na Casa de Cultura com a Diretora Anábia Feitoza, as inscrições acontecerão de 13/02/2012 as 23/03/2012.

Para maiores informações entre no site: http://www.cultura.rn.gov.br ou procurem Anábia na Casa de Cultura.

Fonte: Copiado do blog do Josenias Freitas

sábado, 3 de março de 2012

IFRN Campus Apodi realizará a exposição "3 Formas de Olhar"


Estará aberta ao público de 05 a 16 de março a mostra expõe conjuntamente parte da produção resultante das aulas de Arte desenvolvida pelos alunos das turmas de 1º. e 2º. anos dos Cursos Técnicos Integrados de Zootecnia, Biocombustíveis e Informática e da turma do 2º período de Zootecnia modalidade PROEJA. Em cada um dos níveis de ensino, na concepção visual da mostra, representados simbolicamente pelas cores primárias (azul, amarelo e vermelho),foram desenvolvidos estudos de três temas específicos: a Beleza; Arte e Artesanato e Referências culturais do município de Apodi e região, resultando em três formas de olhar, olhares plurais, unificados no processo da criação artística.

A exposição Três Formas de Olhar, primeira a proporcionar a merecida visibilidade da produção discente do IFRN - Apodi no campo artístico propõe ampliar o conceito de produção textual circunscrita somente à rigidez da estrutura escrita através da valorização da arte como uma linguagem fundamentada em códigos específicos, nesse caso visuais, ressaltando a importância do processo de leitura de imagens para a apropriação de um “olhar multi/intercultural”. Compreender a produção imagética a partir de diferentes olhares ou pontos de vista oportuniza aos alunos e visitantes interagir conscientemente com o mundo à sua volta e aperfeiçoar suas possibilidades de expressão.

As escolas locais podem se programar para visitar a exposição, de preferência, com antecedência junto a organização do evento.

Fonte: IFRN campus Apodi

Veja mais sobre o IFRN de Apodi