Pesquisar neste blog

sexta-feira, 18 de setembro de 2020

Dissertação de Tassiano Maxwuell Câmara: Importâncias relativas do desempenho individual e em topcross" na seleção de famílias S3 de milho-pipoca

Dissertação: Importâncias relativas do desempenho individual e em topcross" na seleção de famílias S3 de milho-pipoca
Autor(a): Tassiano Maxwell Marinho Câmara
Programa: Pós-Graduação em Genética e Melhoramento
Instituição: Universidade Federal de Viçosa
Publicação: 2002
Fonte do artigo: UFV


Resumo:
De dois programas de obtenção de linhagens da população Beija-Flor, foram instalados testes de famílias S3 com repetição somente das testemunhas, nos anos agrícolas 99/00 e 00/01, em campo experimental do Setor de Genética da Universidade Federal de Viçosa, MG. Avaliou-se, ainda, o comportamento das famílias em cruzamento com um testador, a população Viçosa, a partir de seis ensaios de 'topcross' conduzidos em látices simples nos anos agrícolas 00/01 e 01/02, um em Maringá, PR, um em Campos dos Goytacazes, RJ, dois em Capinópolis, MG, e dois em Coimbra, MG. O objetivo principal do trabalho foi avaliar as importâncias relativas do desempenho "per se" e em cruzamento na seleção de famílias S3 de milho pipoca, visando melhoramento populacional e obtenção de linhagens elites. Com os dados dos testes foram estimados parâmetros genéticos e preditos ganhos com seleção direta para capacidade de expansão e seleção com base no índice de Mulamba e Mock, com pesos variados para capacidade de expansão (CE) e produção de grãos. Na seleção das progênies com base nos desempenhos individual e em cruzamento, empregou-se seleção combinada e índices de Mulamba e Mock que ponderaram os "ranks" dos desempenhos "per se" e em cruzamento quanto aos caracteres CE e produção. Em relação aos testes de progênies S3, observou-se variabilidade genotípica para vários caracteres, dentre os quais CE e produção, estes apresentando evidência de correlação genotípica positiva. A estratégia adotada visando melhoramento populacional foi o índice de Mulamba e Mock com pesos 3 e 1 para CE e produção de grãos, respectivamente, o qual propiciou estimativas de ganhos em CE de 2,04 mL/g e 2,01 mL/g, e em produção de 56 kg/ha e 58 kg/ha, para os programas 1 e 2, respectivamente. O mesmo critério foi adotado na seleção entre e dentro, visando obtenção de progênies S4 superiores. Neste caso, os ganhos totais em CE foram de 8,72 mL/g e 5,56 mL/g, e em produção de 390 kg/ha e 176 kg/ha, para os programas 1 e 2, respectivamente. As famílias de 'topcross' foram, em média, inferiores em qualidade e equivalente em produção, quando comparadas às testemunhas comerciais. Contudo, em todos os ambientes foram identificadas famílias com CE equivalente ou superior a das testemunhas. Em geral, não foi verificada interação de ambiente com tratamento, para a maioria dos caracteres, à exceção de CE. Dentre as famílias de 'topcross' de melhor desempenho em qualidade, com efeitos de capacidade geral de combinação positivos, predominaram as provenientes de progênies selecionadas em função de seu desempenho "per se". A seleção de famílias com base nos desempenhos individual e em cruzamento proporcionou estimativas de ganhos equivalentes em qualidade e superiores em produção, para dois dos quatros índices empregados, comparativamente aos critérios que consideraram somente desempenho individual. Os cálculos de ganhos realizados evidenciaram perdas em produção de 45 kg/ha e acréscimo em qualidade de 0,57 mL/g. O ganho em qualidade é subestimado, visto que na instalação do teste de S4 considerou-se somente o plantio das progênies derivadas das plantas S3 de maior CE, o que comprometeu a representatividade, no teste, das famílias não selecionadas, pelo menos em relação ao caráter CE. Das 60 famílias S4 de maior CE, 73% são provenientes de famílias S3 selecionadas com seleção entre e dentro. Esse resultado comprova a eficiência do processo seletivo em S3.

Nenhum comentário: