Pesquisar neste blog

quarta-feira, 8 de janeiro de 2014

Luzinete Canela - professora

LUZINETE CANELA DE AMORIM nasceu em 12 de outubro de 1940, em Caraúbas – RN. Em 1965, iniciou seus estudos primários em Mossoró. Em 1966, passou a ser professora do Estado através de concurso público. Em 1972, concluiu o ensino ginasial. Em 1979, o Projeto Logos II e em 1992, o curso de Pedagogia na UERN – Campus de Mossoró. Trabalhou durante muitos anos transmitindo seus conhecimentos para alunos da rede oficial de ensino de Apodi. 

Dona Luzinete é um exemplo de força e coragem. Uma mãe incansável do tipo que encontra forças para caminhar em todos os momentos da vida, até mesmo naqueles da mais profunda dor. Uma educadora determinada, amiga, simples na forma de se vestir e de cumprimentar as pessoas. Uma mulher humilde, merecedora de muitas qualidades: nobre, dinâmica, simpática, pacifista. 

Há mais de vinte anos, no exercício feliz do magistério, ilumina muitas mentes com as luzes de sua sabedoria. Alfabetiza adultos iletrados, reza ao lado das crianças e alegra muitas vidas, cantando hinos de amor. Também semeia, por onde passa o saber e a vida. 

Estudante dedicada, apesar dos compromissos familiares e profissionais que lhe roubavam o tempo de estudo, para conquistar o diploma universitário, teve que enfrentar por quatro anos, com sacrifício e amor, a esburacada BR-405, num percurso diário Apodi-Mossoró. Nesta batalha, costumava sentar-se nas primeira poltronas do ônibus, pois tinha a responsável missão de não deixar o motorista Zé macaco cocilhar. Por muitas vezes, chegou em altas horas da madrugada, cansada, faminta e sedenta. Porém, sempre trazendo um sorriso estampado em seu rosto.  Luzinete Canela é grande porque abriga em seu coração a virtude de não se desesperar, qualquer que seja o obstáculo da vida.

Surpreendeu a sociedade apodiense ao receber, sem beca, nem paletó, a comenda “Prefeito Francisco Pinto”, distinção efetuada pela Prefeitura Municipal de Apodi em homenagem aos seus serviços prestados à educação.

Apesar de sua vida bastante sofrida, chegando, quando criança, a ser sequestrada de sua mãe legítima, Dona Luzinete só teve amor e carinho para doar aos seus alunos. Uma vida de trabalho e amor ao próximo que orgulha mulheres de nossa terra. Dona Lulu faleceu no dia 06 de fevereiro de 2009.

Fonte: Paisagens Femininas de Apodi - Maio de 2006 - Vilmaci Viana 

Nenhum comentário: