Pesquisar neste blog

domingo, 15 de dezembro de 2013

Lolôia na vida familiar - Deusinha

Vou falar sobre o Lôloia
Que foi muito especial
Além de padrinho de vela
Foi também tio carnal
Desta jovem poetisa
Que versa sua vida real

 Para ele Acelino fez
Um poema importante
 Que contou a sua história
 De grande comerciante
E eu vou contar agora
Suas virtudes brilhantes

Trabalhava com amor
No campo e na cidade
Tio Lôloia era homem justo
 Na nossa sociedade
Morreu e deixou para todos
Uma eterna saudade

A saudade que ele deixou
Para nós foi grande demais
Não podemos esquecê-los
Nem deixa-lo para traz
Um homem tão importante
Que só praticou a paz

É difícil de contar
As bondades que ele fez
Pra família pra estranhos
E pra todos amigos seus
Quem não viu Lôloia morto
Diz: Lôloia não morreu

Praticava o bem comum
Esquecia a maldade
Era um homem de negócio
Que tinha seriedade
Teve a morte repentina
Parando a sociedade

Deixou seis filhos homens
E filhas mulheres também
Sendo quatro na contagem
E cinco com o seu bem
A sua esposa Netinha
Contei com ela também

Pedrinho o filho mais velho
Muito cedo se casou
Após foi Eliane e Jorge
Que casaram com amor
E o seu filho Cristóvão
Já noivo ele deixou

Aos outros filhos solteiros
Deu estudo em Natal
Comprou com seu trabalho
Uma casa em Natal
E botou dos seis que tinham
Quatro para capital

Quando Netinha fala
No ex-esposo e amigo
Relembra os momentos bons
Que o chamava de querido
 E diz ao povo é difícil
Esquecer um bom marido

Antônio e Isabel os pais
 E seus queridos irmãos
Pedroca, Salete e Nina
E ainda tem o Dão
Que sentiu muito no peito
 Com essa separação

Na política ele ajudou
O Zé Bolinha e Luizinho
Também ainda cuidou
De sua irmã com carinho
Tia Nina sem Lôloia
Não estaria em seu ninho

Quando soube que a irmã
Precisava se operar
De uma operação fina
Lôloia disse eu vou lá
Saber o que ela precisa
Pois eu quero ajudar

Assim foi a Mossoró
Na sala de operação
Em que ela se encontrava
E pediu a Deus com emoção
 Pra trazer a irmã viva
Para alegrar os irmãos

Com ajuda de Deus
Isso ele conseguiu
Trouxe sua irmã viva
E com os filhos dela uniu
Mas sem saber que sua morte
Seria logo em abril

 No primeiro de Abril
Tio Lôloia ajudou
 A família dos Paulinos
No caso que se passou
Com 21 dias após
O Lôloia se acabou

Lôloia foi bom para todos
Não devemos lamentar
Nós sabemos que foi Deus
 Que tirou ele de cá
Porque já era o céu
O lugar dele morar.

Autora: Deusinha Câmara- 11 de junho de 1991

Nenhum comentário: