Pesquisar neste blog

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Um café com a agroecologia: Coletiva de lançamento da Caravana Agroecológica de Apodi.


Em um gostoso “café com a agroecologia”, a coletiva de imprensa de lançamento da Caravana Agroecológica e Cultural da Chapada do Apodi acontecerá nesta quinta, 17, às 9:30h, no Centro Feminista 8 de Março. O objetivo é explicar a importância do encontro nordestino de agroecologia que vai acontecer na região da Chapada do Apodi (RN e CE).

A mesa composta por Conceição Dantas (MMM/CF8); Agnaldo Fernandes (Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Apodi); Paulo Segundo (Articulação do Semi-Àrido RN); Francisca Antônia de Lima (P.A Laje do Meio, Apodi) falará sobre a agroecologia, programação e rotas da Caravana e da resistência aos projetos do agronegócio na Chapada do Apodi.
De acordo com Paulo Segundo (ASA), Caravanas como esta de Apodi acontecem em todas as regiões do país em preparação para o III Encontro Nacional de Agroecologia que ocorrerá no próximo ano, na Bahia, “na perspectiva de trazer a agroecologia como alternativa de vida e produção respeitando a terra e as pessoas que nela/dela vivem”.

Com abertura no dia 23, às 19h, no Centro de Treinamento Seminário Santa Teresinha, a Caravana Agroecológica e Cultural da Chapada do Apodi contará com a participação de mais de 200 pessoas de todo o Nordeste e país. Nos dias 24 e 25 o evento segue de forma itinerante passando pelos municípios de Impanguaçu, Olho D’água do Borges, Campo Grande, Tibau, Grossos, Limoeiro do Norte, na Rede Xique Xique em Mossoró e nos assentamentos rurais de Apodi para realizar o intercâmbio de experiências agroecológicas, destacando as redes locais de agricultura familiar e a agroecologia.

Além de pautar a agroecologia, a Caravana também denuncia a ameaça do projeto do Perímetro Irrigado da Chapada do Apodi, obra do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas que pretende desapropriar mais de 13 mil hectares onde vivem e produzem agroecologicamente cerca de 800 famílias para entregar a cinco empresas do agronegócio.
No dia 26 de outubro, último dia da Caravana, um grande ato, com estimativa de 2.000 pessoas, sairá da feira livre da cidade de Apodi em solidariedade à luta da Chapada. “Pra nós, essa Caravana vem contribuir muito pra troca de conhecimentos sobre a agricultura familiar e também pra dar força pra nossas lutas pelas nossas terras e pelo direito de viver e plantar nelas” é o que diz Francisca Antônia de Lima, agricultora do P.A laje do Meio, um dos locais que será visitado pela Caravana.

Foto: Jackson Angell

Para mais informações sobre a Caravana: facebook.com/caravanaagroecologicaapodi
www.caravanaagroecologicaapodi.wordpress.com

Nenhum comentário: