Pesquisar neste blog

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

A mulher e o mar - Paulo Filho Dantas

"Fito no horizonte o olhar 
Observo entre a leve bruma 
Pés molhados pela espuma 
Vento forte faz lenço voar 
Com ele fragrância perfumada 
Olho tímido em minha direção 
Mira-me com plena distração 
E sorri meio que encabulada 
Antes da primavera flor nasceu 
Para encanto dos olhos, o meu 
Ficou estático a um contemplar
Palavras, impossível descreve-la 
Será serpente, quiçá uma estrela 
Uma lenço, uma mulher e o mar."]

Paulo Dantas Magno Filho

Nenhum comentário: