Pesquisar neste blog

domingo, 23 de janeiro de 2011

ProJovem Campo Saberes da Terra - Córrego

A parceria entre a equipe de educação do campo da Secretaria Estadual da Educação do Rio Grande do Norte com os movimentos sociais, por meio do Programa Saberes da Terra, está mudando a vida de famílias rurais no interior do estado. O programa foi avaliado por uma consultoria do MEC e classificado como um dos melhores do País, segundo Leonida Reich, consultora Cecad/MEC, responsável pela sistematização do programa nos anos de 2008 e 2009.

O Saberes da Terra é um programa nacional de educação que proporciona qualificação social e profissional a famílias de agricultores, tendo como instrumento uma política de fortalecimento de atividades agropecuárias no sentido de melhorar a renda familiar e a ampliação do acesso e permanência de jovens e adultos no sistema formal de ensino.
No Rio Grande do Norte, 31 municípios estão com suas turmas em plena atividade. São 22 no território da cidadania da Região do Mato Grande e 18 no Território da Cidadania da Região do Apodi. Cada turma possui, em média, trinta alunos. Eles participam de aulas teóricas e práticas, de segunda a quinta feira. Na sexta, o trabalho é voltado para o planejamento das atividades da semana seguinte. A meta do programa é formar uma turma a cada dois anos e o curso corresponde ao ensino fundamental.

De acordo com a consultora, a relação entre a equipe de educação do campo com os movimentos sociais causou uma impressão muito boa porque o programa tem como objetivo buscar meios para manter essas famílias nas regiões de origem. “Muitas famílias rurais saíram do campo porque, foram de alguma forma, obrigadas por fatores econômicos. Queremos buscar meios para manter as que ainda estão e até incentivar para que muitas voltem. Por isso, essa parceria com os movimentos e com os projetos de assentamentos é importante para a manutenção e ampliação do programa”. Afirmou Leonida.

Um dos exemplos que vem dando certo, por meio da parceria, é o do Povoado do Córrego, no município de Apodi, a 333 km de Natal, na Região da Chapada do Apodi. Os alunos da turma do Córrego estão com dois projetos em plena atividade. Um na área de apicultura e outro de horticultura orgânica que está fornecendo produtos para a merenda escolar das redes estadual e municipal, por meio da compra direta. Segundo Raimunda Ferreira, secretaria de educação do município, a prefeitura está adquirindo 30% da merenda escolar às cooperativas de agricultores rurais.

A então diretora da 13ª Dired, professora Maria Marlizete Duarte Marinho, afirmou que o programa vem dando certo na região devido a vários fatores. Entre eles, ela destacou a parceria entre a Seec/MEC, Secretarias Municipais de Educação, Cooperativas Agrícolas, a participação dos professores com perfil apropriado e o empenho dos alunos.

“Alguns alunos estão realizando um sonho. Um sonho de voltar à sala de aula, de voltar a estudar. Como pedagoga, entendo que educação é um direito de todos e o nosso trabalho é incentivar para que não haja desistência”, disse.

Equipe de educadores: 
Antonio Caubí Marcolino Torres
Antonia Ferreira de Paiva
Maria das Graças da Silva Torres
Irenilde Oliveira de Sousa


Fonte: www.tribunadonorte.com.br

Nenhum comentário: