Pesquisar neste blog

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Apodi - jogador de futebol


LUIZ DIALLISON DE SOUZA ALVES, conhecido como Apodi nasceu no dia 13 de dezembro de 1986 na comunidade rural de Poço Tilon, localizada às margens da BR-405, KM 63, sentido Apodi/Mossoró. De família pobre, sofreu também na infância com  fome e trabalho duro na roça e no mato.

Correr atrás de bode, cavalo e gado era a maior diversão do menino. Aos12 anos de idade tomou uma decisão de homem feito. Foi morar no sítio do tio Antonio, irmão de sua mãe.Também pudera Titoin era coligado nas carreiras atrás dos animais.

Com ele, bancava o sustento no inverno através do plantio de feijão e milho. No verão, entrava mata adentro para passar longos cinco dias. A missão era quebrar pedras para fazer calçamento de ruas à base de marretas de até 8kg.

Qual louco imaginaria que o humilde Luiz Dialisson como pessoa passaria a carregar o nome da cidade Apodi pelo Brasil?

Quando vem todo fim de ano passar férias, é festa. Apodi sempre chega de madrugada e os parentes estão ali, esperando. Já no descanso de casa, não perde a chance de filar o baião-de-dois, mistura legal de feijão e arroz. 

Muito veloz e ágil, joga principalmente na posição de lateral-direito, podendo também exercer funções mais ofensivas.
Carreira: 

Começou sua carreira no Real Salvador, mas iniciou-se profissionalmente no Vitória, em 2005. Chamou a atenção de clubes de todo o Brasil devido às suas atuações pelo rubro-negro baiano na Série B 2007, ano em que o clube conseguiu ser promovido à Série A do ano seguinte. Ao final da temporada, foi eleito o lateral-direito da competição.

Com suas arrancadas características em alta velocidade e sua vunerabilidade a faltas, Apodi se tornou ídolo da torcida do Leão ao provocar inúmeras expulsões e pênaltis para o time rubro-negro. Gritos, apelidos e faixas foram feitos para homenagear o lateral, que, com sua garra e atitude em campo, empolga qualquer um que esteja vendo-o jogar.

No início de 2008, foi contratado pelo Cruzeiro. Porém, após apenas uma partida pelo clube e sem muitas oportunidades no time titular, logo foi emprestado ao Santos, em troca do também lateral Carlinhos. Com a saída do técnico Cuca, também perdeu seu espaço no Santos e foi novamente emprestado, dessa vez ao São Caetano.

No final da temporada de 2008, foi novamente emprestado, dessa vez ao Vitória, clube que o revelou, até o final de 2009. No time baiano, foi um dos destaques da conquista de mais um título baiano e está sendo, outra vez, uma importante arma ofensiva no Brasileirão.


Nenhum comentário: