Pesquisar neste blog

quinta-feira, 27 de agosto de 2020

Dissertação de Ítalo Paiva: Manejo da fertirrigação potássica e cálcica na cultura do tomateiro cultivadas em ambiente protegido e submetidas ao estresse salino

Dissertação: Manejo da fertirrigação potássica e cálcica na cultura do tomateiro cultivadas em ambiente protegido e submetidas ao estresse salino 
Autor(a): Francisco Ítalo Gomes Paiva 
Programa: Pós-Graduação em Manejo de Solo é Água 
Instituição: Universidade Federal Rural do Semi-Árido 
Publicação: 2017 
Fonte do artigo: UFERSA 


Resumo: 
A produção e a qualidade de frutos da cultura do tomate, esta diretamente relacionada com a qualidade da água utilizada na irrigação e com o suprimento adequado de nutrientes, principalmente o potássio e o cálcio. Este trabalho foi realizado no Departamento de Ciências Ambientais e Tecnológicas da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), em Mossoró, RN, tendo como o objetivo avaliar o cultivo do tomate (Lycopersicumes culentum Mill), em ambiente protegido, utilizando irrigação com águas salinas, e fertirrigação com diferentes relações potássio:cálcio. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados, em esquema fatorial 5 x 4, com quatro repetições. O experimento foi realizado em ambiente protegido utilizando substrato a base de fibra de coco. Os tratamentos foram formados pela combinação de cinco relações iônicas de potássio e cálcio (F1-K + /Ca2+=1,5:1; F2-K + /Ca2+=1,25:1; F3-K + /Ca2+=1:1; F4- K + /Ca2+=1:1,25 e F5-K + /Ca2+=1:1,5) utilizando soluções padrões para cada cultura, segundo literatura especializada, com quatro níveis de salinidade da água de irrigação (S1-0,5; S2-2,0; S3-3,5 e S4-5,0 dS m-1 ). A relação K+ /Ca2+=1:1 correspondente a concentração desses nutrientes recomendada para a cultura em cultivo de tomateiro hidropônico. As plantas foram avaliadas quanto a variáveis de crescimento (altura, diâmetro do caule, número de folhas, área foliar, massa seca do caule, folhas, frutos e total), rendimento (número de frutos por planta, massa média de frutos e produção de frutos por planta) e qualidade de frutos (sólidos solúveis, acides total, ºBrix, Vitamina C e relação AT/SS). As relações K+ /Ca2+ estudadas não mitigaram o efeito sobre as variáveis analisadas. O uso de baixas relações K+ /Ca2+ potencializou o efeito da salinidade sobre as plantas. 


Nenhum comentário: