Pesquisar neste blog

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Insônia - Aluísio Barros

De repente
do nato silêncio,
surgiu a visão

corpos...corpos...
o nu do tapete
o nu de minh’alma
eram a razão do instante

faces nervosas
frases soltas...
monossílabos
farsas...medos...insônia.

"Anjo Torto"
Aluísio Barros de Oliveira 

Nenhum comentário: