Pesquisar neste blog

quarta-feira, 9 de abril de 2014

As povoações

À proporção que a vila do Apodi se desenvolvia por todo o território iam-se instalado sítios, fazendas de criação, estabelecimentos agrícolas, formando-se desse modo a base da economia local que até hoje predomina – a agropecuária. Alguns desses sítios e fazendas progrediram, adquirindo forma de vida social, com a criação de escolas, construção de capelas religiosas, instalação de casas comerciais, transformando-se em povoados, vilas e depois em cidades. 

As comunidades que alcançaram maior desenvolvimento foram: Caraúbas, desmembrada de Apodi, no ano de 1868, passando à categoria de cidade em 1914. O nome CARAÚBAS, SEGUNDO Câmara Cascudo significa: “de caraíba, forte resistente, ou caraúmba, fruto de casca negra.’’ Do livro “Nomes de Terra’’, de Luis da Câmara Cascudo. 

Angico depois denominado Itaú, que passou à categoria de vila e distrito em 1911. A criação do município veio com a lei nº 1 026 de 11 de dezembro de 1953. A palavra Itaú, de origem indígena, significa pedra preta. 

Pedra das abelhas, tomando depois a denominação de Felipe Guerra, quando passou a município, com a lei nº 2.936 de 18 de setembro de 1963. O último nome, foi uma homenagem a uma figura ilustre, casado com uma filha da terra. O topônimo Pedra das abelhas tem sua origem na existência de pedras nas proximidades do então povoado, onde se enxameava grande quantidade de abelhas.

Fonte: Apodi, sua história - Válter de Brito Guerra 

Um comentário:

Marcos Pinto. disse...

Felipe Guerra não faz jus à homenagem que lhe foi tributada. Ao contrário, o então povoado de Pedra das Abelhas, até então pertencente ao município de Apodi, ficou sujeito à Caraúbas, quando a comarca de Apodi foi transferida para Caraúbas,por tráfico de influência do então Desembargador Felipe Guerra, rebaixando assim Apodi e Pedra de Abelhas a Termo e Distrito de Caraúbas.