Pesquisar neste blog

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Os meus sós - Paulo Filho Dantas

“Solitária é minha solidão
Mil devaneios loucos em ti
Onde tua gora estás,
É com sangue do coração
Que esperta desejos sequiosos em mim
Absorvendo todo o meu capaz

Busco o sentimento mais profundo
Só para te mostrar o que sinto por você
Pois se amar é viver, sofrer e sonhar,
Te amarei aqui e noutro mundo
Sabendo que o difícil é expressar
Tudo que tenho para te dizer

Tu és o que me falta,
Tu és o que me interas,
Tu és o que me enaltas,
Tu és o que me ponderas’’.

"Caminhos do Meu Ser"
Paulo Dantas Magno Filho

Nenhum comentário: