Pesquisar neste blog

domingo, 22 de dezembro de 2013

Edivan Pinto

Natural de Apodi-RN, nascido a 07 de Novembro de 1961, filho legítimo de Francisco Otaviano Pinto e de Francisca Diógenes Pinto. Como filho de agricultores, desde cedo começou sua atividade laboral na lavoura, numa luta cansativa para da terra tirar o sustento da família. Fez o curso fundamental na Escola Estadual Prof. Gerson Lopes, e o ensino médio na Escola Estadual Prof. Antonio Dantas. 

Evidenciando sua fibra de sertanejo batalhador, sempre trabalhou e estudou, tendo concluído o Curso Superior em Geografia, na Universidade Estadual do Rio Grande do Norte, tendo defendido Mestrado com a tese Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente", valioso estudo que analisa o impacto ambiental causado pela implantação dos Assentamentos Rurais feitos pelo Incra. Exerceu relevante função na Comissão Pastoral da Terra -CPT, dirigindo a Regional que tinha a sede em Recife.

Foi um dos precursores na Defesa dos trabalhadores rurais assentados em terras desapropriadas pelo governo federal, através do INCRA. Seu nome aparece com destacada relevância na história e conquista dos Trabalhadores Rurais do estado do Rio Grande do Norte.  É o maior expoente apodiense em termos de defesa dos agricultores SEM TERRA. Faleceu  na cidade de Mossoró no dia 22 de maio de 2009.

Era Imortal da Academia Apodiense de Letras (AAPOL), ocupando a cadeira que tem como Patrono o grande e celebrado historiador Apodiense Nonato Mota (Raimundo Nonato Ferreira da Mota).

Fonte: Marcos Pinto - historiador apodiense 

Nenhum comentário: