Pesquisar neste blog

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

UFERSA oferece cursos de informática em Apodi e mais dois municípios



Dando continuidade às ações do Projeto “Uso de ferramentas tecnológicas e comunicação para a gestão e comercialização profissional dos empreendimentos incubados”, a Incubadora do Agronegócio de Mossoró da UFERSA realiza, a partir deste mês de novembro, cursos de informática voltados para jovens de bairros carentes e pessoas com vínculo as empresas incubadas pela IAGRAM dos municípios de Serra do Mel, Angicos e Apodi.

Ofertado inicialmente em Mossoró, a capacitação agora se estende a outros municípios potiguares. “O curso está previsto para iniciar no próximo dia 10 de novembro nesses municípios. A expectativa é formar 18 turmas até o final do projeto. Logo mais, vamos abrir uma nova turma para jovens de bairros carentes de Mossoró na Escola Duarte Filho, que fica perto da UFERSA”, afirmou o coordenador da IAGRAM, Giorgio Mendes.

Neste mês de outubro, Giorgio realizou visitas aos três municípios para verificar a infraestrutura das estações digitais que receberão o projeto, e incentivar a participação das comunidades. A capacitação será ofertada com aulas teóricas e práticas, e compreenderá os conteúdos relacionados à informática, bem como o uso pedagógico das Tecnologias de Informação e Comunicação como vídeos, internet e ambientes virtuais.

Na Serra do Mel, o público-alvo serão os membros e os filhos dos apicultores da Associação de Apicultores da Serra do Mel – Apismel. Já em Angicos, o curso será coordenado pela Ineagro - Incubadora Multissetorial de Empresas do Sertão do Cabugi - e direcionado para os jovens da comunidade, além dos membros e cooperados. Enquanto que em Apodi, ele será voltado para os membros e cooperados da equipe da COOPAPI - Cooperativa Potiguar de Apicultura e Desenvolvimento Rural Sustentável.

Coordenado pelo professor da UFERSA Marcos Fernando Machado, o projeto tem o financiamento do Ministério das Comunicações e é direcionado para a promoção da inclusão digital e o apoio à profissionalização nas cadeias produtivas da agricultura familiar, ampliando as capacidades da juventude no campo através das TIC´s direcionadas às melhorias na gestão e comercialização da produção.

Nenhum comentário: