Pesquisar neste blog

domingo, 20 de março de 2011

Os gatos já não servem aos ratos - Jotta Paiva

Há muito, percebo que os gatos estão perdendo sua função primitiva: a de proteger-nos dos ratos. Obviamente, há os que pensarão que os gatos, como todo ser do reino animal, vieram ao mundo para nascerem, crescerem, se reproduzirem e depois morrerem. Os que pensam assim são porque nunca se livraram do trauma das aulas de biologia e, por isso, não conseguem ver os gatos como indivíduos. Por favor, não me venham agora com as terríveis compreensões discursivas. Estou tentando falar dos indivíduos sujeitos. Explico: no oriente a.C, os leões eram indivíduos que serviam para comer as pessoas. Essa era a função primitiva desses animais que durou até tentarem alimentá-los com Daniel. Depois disso, só serviram ao circo e somente se alimentavam de gatos. Têm os que dizem que essa foi a função primeira dos felídeos: alimentar os leões, mas eu discordo. Para mim, a função de um gato sempre foi servir de sentinela e caçar os ratos. Poderia passar o dia inteiro dormindo sobre o sofá ou mesa da cozinha; miar o almoço inteiro e até nos matar de susto roçando a calda em nossas pernas na hora mais tensa da novela, mas de noite, estava sorrateiro à caça dos roedores. A história antiga já nos mostra algumas tentativas de distorção dessa cátedra, com a criação da deusa Bastet, metade mulher, metade gata. Cleópatra com o seu “Egyptian Mau” foi outro exemplo, mas todos fracassaram, pelo menos até o século 20, quando os gatos operaram com muito afinco enquanto predador dos murídeos. Mas hoje, a coisa desandou. O gato se tornou um sujeito vagabundo que só come quando lhe dão e ainda tem gente gastando horrores para servi-lo com alimentação natural. É o chamado gato verde. Dia desses vi na televisão uma mulher reclamando com um japonês que não desse mais comida de gente para o seu gato. Quer dizer, se os gatos não podem comer nem comida japonesa, que dirá ratos? Percebam que em momento algum eu disse que essa mudança comportamental foi produzida pela mulher, de jeito nenhum, embora precisemos reconhecer que elas têm uma um pouco de culpa nisso, talvez um pouco mais. Tenho uma professora que me olhou torto quando disse que não gostava de gatos. Mas não é só isso, tem muitas mulheres que estão acostumando mal esses bichos. Tem delas comprando roupas e coleiras caras. Dia desses, tinha uma mulher mandando fazer uma cadeira especial para que o seu gato comesse sua ração acompanhando a família nas refeições. Sem falar que sei de mulheres que já dormiram muitas vezes no sofá, porque encontrou o peludo dormindo em sua cama. Sei que estão fazendo isso com os cães também, mas como a função primária canina era a caça predatória, talvez isso seja necessário. Embora, para mim, a função primitiva do cão é latir no muro para afugentar ladrão. Mas o gato, o gato causa alergia, transmite a toxoplasmose, dermatomicose, sarna sarcóptica, esporotricose, toxocariose e ancilostomíase. Além de ser um bicho muito metido e péssimo companheiro. Quer dizer, o gato foi feito única e exclusivamente para caçar ratos, só isso.

Fonte: http://blogdojottapaiva.blogspot.com

Nenhum comentário: