Pesquisar neste blog

terça-feira, 8 de setembro de 2020

Dissertação de Ivanilma Soares: Estudo fitoquímico e biológico da espécie Marsdenia megalantha Goyder & Morillo

Dissertação: Estudo fitoquímico e biológico da espécie Marsdenia megalantha Goyder & Morillo 
Autor(a): Ivanilma Soares da Silva 
Programa: Pós-Graduação em Ciências Naturais 
Instituição: Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN 
Publicação: 2019 
Fonte do artigo: UERN 


Resumo 
Este trabalho apresenta uma investigação química e biológica sobre a espécie Marsdenia megalantha, realizada a partir da identificação e isolamento de alguns dos constituintes químicos dos seus extratos hidroalcoólicos, assim como pela avaliação de algumas das suas atividades biológicas. Neste propósito, o vegetal foi coletado e os extratos hidroalcoólicos de suas folhas, caules e raízes foram preparados. Realizou-se, posteriormente, a prospecção fitoquímica destes extratos vegetais a fim de se estimar os principais grupos de constituintes químicos que os compõem. Os extratos obtidos das folhas, galhos, e raízes, foram submetidos a ensaios de atividade antioxidante e o extrato das raízes submetido ainda a uma avaliação de sua atividade antimicrobiana. Logo após, realizou-se o fracionamento cromatográfico dos extratos das raízes e galhos, o monitoramento cromatográfico de suas frações por CCD, o isolamento de alguns constituintes químicos por CC e CLAE, a verificação da pureza destes constituintes por análise em CCD e CLAE, e a análise estrutural dos compostos isolados a partir dos dados espectrais de hidrogênio (RMN 1H) e carbono 13 (RMN 13C) uni e bidimensionais. A prospecção fitoquímica revelou à presença de grupos esteróides e saponinas em todos os extratos, a presença de taninos somente no extrato proveniente das folhas, e de fenóis, triterpenóides, antocianinas, antociadinas e flavonóides exclusivamente no extrato obtido das raízes. O extrato hidroalcoólico obtido das raízes apresentou atividade antimicrobiana sobre Staphylococcus aureus, sendo a Concentração Inibitória Mínima (CIM) determinada como 3,4 mg/mL, e atividade contra Enterococos faecalis e Shigella flexneri estimadas como inferiores a 1,7 mg/mL para ambas as espécies. Os ensaios de atividade antioxidante indicaram que estes extratos apresentam diferentes atividades antioxidantes em diferentes sistemas de avaliação, tendo apresentado os melhores resultados na capacidade de inibição da oxidação lipídica no teste com o sistema β-caroteno/ácido linoleico. Foram isoladas dois compostos do extrato das raízes (C01RMM e C02RMM) e três a partir do extrato dos galhos (C01GMM, C02GMM e C03GMM). Os compostos C01RMM e C01GMM tratando-se de dois triterpenóides ausentes de unidades osídicas, e os compostos C02RMM, C02GMM e C03GMM sendo três glicosídeos esteroidais com o grupo cinanoil ligado à suas estruturas.


Nenhum comentário: