Pesquisar neste blog

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Meu anjo - Aluisio Barros

Perdido dentro de mim
vou
a lugar nenhum;
sem transcender
nem afogar-me catarsicamente
nem explodir na tarde morta.

Nenhum comentário: