Pesquisar neste blog

terça-feira, 16 de setembro de 2014

Idílio além-mar - Aluísio Barros

Ao sul do equador
sinto uma brisa suave
que me convida o corpo
pra coisas do amor.
Ouço uma voz meiga
que me sussurra os versos
de Neruda.
(Uma voz,
tal qual a minha,
que convida o meu corpo
pra um idílio
que me levará aos braços fortes
de alguém que mora além-mar...)

Ao sul do equador
onde a vida parece morar
existe um íma que me atrai
o pensamento
sempre que vejo o luar.

E, me vem no desejo da mente
a vontade de ser só teu
eternamente,
aqui neste chão
(de verde amarelo branco
azul anil),
onde o pecado existe
no desejo do dia da vida.

Ah! quem me dera
fosse esta terra um dia...

Anjo Torto - Aluísio Barros de Oliveira

Nenhum comentário: