Pesquisar neste blog

domingo, 3 de agosto de 2014

Titico - José Leite

Não posso avaliar quanto te quero,
oh Titico, meu velho irmão querido!
E o dia de abraçar-te eu sempre espero,
com lágrimas e o coração enternecido.

Esta distância que agora nos separa,
aumenta mais meus fervoroso amor
e, o meu peito saudoso só se ampara
nas lembranças que guardo com ardor.

Eu sinto a tua presença, junto a mim,
aonde vou, aonde fico e aonde ando:
seja em casa, na rua ou num jardim.

Sentindo-te ao meu lado e me amparando,
no que trabalho pra alguém ou pra mim
eu passo o tempo todo te lembrando.

Nota: Para o meu irmão, Francisco Leite, no dia do meu 69º aniversário.

Flagrantes das Várzeas do Apodi - José Leite(Separata de Pré-Lançamento). 

Nenhum comentário: