Pesquisar neste blog

domingo, 6 de julho de 2014

Se me deixas - José Leite

Coragem, meu amor, pra hora derradeira.
Tragamos neste instante, aos nosso corações,
a saudosa lembrança da ilusão primeira,
esquecendo as mais amargas emoções.

Eu sei que tu me estimas, e portanto
querer tornar suave este momento,
diminuindo um grande sofrimento,
pra amenizar tão grande desencanto.

Nada me fere, nada me faz mal,
pois quem perdeu da vida o ideal,
já nada tem de si, já nada quer.

Mas, se me deis, que irei fazer,
com tanta angústia e tal desolação,
neste tão triste e pobre coração?

Fonte: Flagrantes das Várzeas do Apodi - José Leite(Separata de Pré-Lançamento). 

Nenhum comentário: