Pesquisar neste blog

terça-feira, 15 de julho de 2014

Peito ferido - José Leite

Se eu pudesse exprimir em simples versos,
as saudades que sinto do Apodi,
eu esconjuraria os fatos adversos,
que, há tanto tempo, tiraram-me dali.

Perdi de vez todas as esperanças,
de volta à minha terra tão querida,
de abraçar amigos e retornar andanças
e, de rever a lagoa inesquecida.

Tantas lembranças tenho na cabeça,
que preciso escrever seja o que for
pra que o mundo do Apodi jamais esqueça.

E, contrito peço a Deus que permaneça,
dando-me forças pra enfrentar a dor,
de viver exilado sem que me enfraqueça.

Brasília/DF, novembro de 1988

Flagrantes das Várzeas do Apodi - José Leite(Separata de Pré-Lançamento)

Nenhum comentário: