Pesquisar neste blog

quinta-feira, 31 de julho de 2014

A Timbaúba do Campo

O nosso antigo Campo de Aviação, hoje transformado em campo de futebol, e que foi construído e inaugurado aí por 1944, na administração do saudoso Tenente-Coronel Joaquim Teixeira de Moura, tem na margem que fica para as bandas do cemitério público, onde agora existe uma rua denominada Adrião Bezerra, um majestoso pé de timbaúba que é um verdadeiro encanto. 

A timbaúba do Campo, que é uma leguminosa mimosácea, foi para ali transplantada por Rosinha de Zé Reinaldo, filha do velho e acreditado caçador apodiense, que foi criada sem mãe, pois vim a conhecê-la muito novinha, trabalhando em casa dos meus avós paternos. Lembro-me bem da Rosinha, pilando milho, arroz e café, em casa dos meus avó paternos, nos bons tempo em que o café era torrado em casa, misturado com rapadura ou açúcar preto, aprontando um pesado trabalho a ser feito no pilão. 

A Timbaúba do Campo nasceu ao pé de uma cerca que ali existia, e foi transplantada por Rosinha, para o local onde hoje se acha, sendo desnecessário acrescentar que os cuidados da abençoada mão daquela jovem, fizeram o milagre do crescimento da árvore, que agora se apresenta como uma das belezas da rua que ali existe, e onde ela, a prendada Rosinha, também reside. 

Fonte: Flagrantes das Várzeas do Apodi - José Leite(Separata de Pré-Lançamento).

Nenhum comentário: