Pesquisar neste blog

terça-feira, 10 de junho de 2014

Boca de luar - Aluísio Barros

Balbucias e eu não consigo
de tuas palavras
- não tão belas -, fugir...

Teu dente de ouro aprisionou
os meus sentidos
desde o dia em que saciei a saudade
da maresia que corroia a minha vida

No toque da língua
em teu dente canino
liberei minha libido
que andava, cá dentro, esquecida.

Boca de mar de amar o luar
boca de luar de amar o mar
deixa-me ir em outras bocas buscar
o gosto de mar que tuas palavras
não diz para eu ficar.

"Anjo Torto" - Aluísio Barros de Oliveira 

Nenhum comentário: