Pesquisar neste blog

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Vais embora - Paulo Filho Dantas

“Longa vida ao bel prazer
Tão só o coração chora
Lágrimas caídas no agora
Tomando difícil até o viver.

Vida longa ao amanhecer,
Noite fria que devora
O crepúsculo passou da hora
Começa o sozinho sofrer.

Desperte vida sem saber
Do duro caminhar da aurora
De tão cansada implora.

Minha mente teima esquecer,
A chaga desatina a doer
Somes tu, vais embora.

"Caminhos do Meu Ser"
Paulo Dantas Magno Filho

Nenhum comentário: