Pesquisar neste blog

sábado, 19 de abril de 2014

O tempo não para - Paulo Filho Dantas

“O que me prende?
O que me preocupa?
Aquilo que me satisfaz?

De que quero libertar?
Do alivio encontrado
Na outrora enterrada?

E aquele tempo perdido?
Como se pode esquecer?
Ele ainda não parou’’.

"Caminhos do Meu Ser"
Paulo Dantas Magno Filho 

Nenhum comentário: