Pesquisar neste blog

sábado, 5 de abril de 2014

Lúcia Tavares


"Eu sou Lúcia Maria Tavares, minha família é descendente dos índios Paiacus, tapuia da grande nação Kariri, em terras do Apodi.

Histórias salpicada de lance dramático, de lutas e sofrimentos, de ambições, vinganças e crimes de toda espécie. Histórias também pontilhada de gestos de coragem, fé e heroísmo.
Questão de muitos anos entre índios e civilizados, em que prevaleceu e prevalece, finalmente, a lei do mais forte, esbulhando direitos de patrimônios alheios. Porque é este, geralmente, o caminho, o destino, o desfecho das questões, entre fortes e fracos. Já dizia o filósofo que a justiça é invenção dos fortes, dos poderosos, para subjugar os fracos.

Desde 1825, Apodi se calou a respeito dos Tapuias Paiacus. Dia 24 de Abril de 2013, estive na FUNAI de Natal-RN, e falei com o Sr. Martinho Andrade, chefe da coordenação, e me declarei com orgulho índia Tapuia Paiacus de Apodi.
Hoje faço parte das reuniões da COEPPIR ( Coordenadoria De Políticas De Promoção Da Igualdade Racial ), e também da APOINME ( Articulação Dos Povos e Organizações Indígenas Do Nordeste, Minas Gerais e Espírito Santo)".

Por Lucia Tavares.

Nenhum comentário: