Pesquisar neste blog

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Manhã de agosto - Mônica Freitas

Eu ouço o canto, embora engaiolado,
Dos pássaros que entoam os raios
Da manhã do mês de agosto
Que se figura em um tempo ensolarado
Eu sinto na pele a brisa
Ás vezes fria, às vezes úmida,
Mas sempre atenuante da alma
Que o sono da noite analisa
Eu vejo o sol, raiando, chegando assim
De um jeito tão abrupto, mas bem vindo.
Com um colorido espetacular
Todo especial pra mim
Contemplo assim os céus
O canto dos passarinhos
A vida que acorda os ninhos
E o dia coberto por brancos véus

Apodi/RN, 08 de agosto de 2013

Nenhum comentário: