Pesquisar neste blog

quinta-feira, 25 de julho de 2013

Descobriram-me - Paulo Filho Dantas


“Quero descobrir sentindo
A verdade única desse mundo,
Para isso traçarei uma linha.

Começando com o sem-limite
Provarei sabores, odores e paisagens,
Momento a momento, emoção a emoção.

Constantemente viverei, morrerei
E renascerei para uma nova vida,
Para uma inesperada nova morte.

Sou forte, guerreiro e imortal.
A minha frágil e simples mortalidade
Só despista aqueles incrédulos homens.

Para cada parte, as pequenas verdades
Me deixam de presente, sem esforço,
Meu complemento alma-matéria.

A surpresa é cabulosa
Me pergunto: é isso?
Que tédio é a eternidade’’.

Poesias do livro: Caminhos do Meu Ser

Nenhum comentário: