Pesquisar neste blog

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Padre Theodoro Snijders

theodoro
*Feita pelo próprio padre.
Meu nome completo é Theodoro Johannes Franciscus Snijders, nasci na cidade de Helmond na Holanda, no dia 28 de novembro de 1934, sou filho de Johannes Snijders e Henrica Kerkhof.

Minha infância foi igual a da maior parte das crianças, fui batizado na igreja católica e cursei o primário com êxito. Ainda na infância com apenas 13 anos, período em que estava na escola primária, recebi o chamado para servir a Deus e, acompanhando os passos do meu irmão, ingressei no seminário, que ficava próximo a minha casa em Helmond, como noviciado, e logo em seguida fui para Bergen op Zoom.

Durante todo o período de seminarista eu sempre estive convicto do dever que tinha assumido, e que minha vocação para servir a Deus aumentava a cada dia, e que o meu desejo, a minha vontade de me tornar um padre, ficava cada vez mais evidente e eu ensaiava para que chegasse o dia de minha ordenação.

No dia 18 de dezembro de 1960, na cidade de Nijmegen na Holanda, fui ordenado padre e a partir daquele momento recebi a graça de espalhar pelo mundo a palavra de Deus e ajudar todo o povo a conseguir glórias, não apenas após a morte, mas principalmente ainda quando em vida. Meu dever como padre era preparar o espírito do povo para a chegada de Deus, mas não poderia, de forma alguma, deixar de lutar pela vida deles aqui na terra, pois não só a alma precisa do alimento que é Jesus, mas o corpo padece com os problemas terrenos.

No dia de minha ordenação senti Deus ao meu lado, e naquele instante fui envolvido por uma força estranha, maior do que qualquer outra coisa, e tive a certeza de que tinha escolhido o caminho certo e que deveria usar aquela força para servir a Deus e dessa forma servir ao povo, especialmente aos mais pobres e mais distantes, para ensinar a eles e praticar para eles o amor que Jesus veio nos ensinar.

Minha jornada começou ainda na Holanda, no próprio seminário, quando fui professor de francês, religião e latim. Depois fui para a paróquia de Rips onde trabalhei dos anos de 1966 a 1970, e na paróquia de Boekel dos anos 1970 a 1976. Foi na Holanda onde passei por minha maior provação como sacerdote, quando não fui aceito para ir à missão no exterior, sobretudo no Brasil.

No ano de 1977 vim para o Brasil, passei 03 meses em Recife para climatizar, e depois fui trabalhar na cidade de Fortaleza/CE, e lá fiquei até o ano de 1983.

Certo dia, o provincial veio falar comigo para me transferir para a cidade de Apodi/RN, naquela época eu estava com um pouco de desgosto porque tinham dividido a minha paróquia sem o meu consentimento, e nem se quer me consultado, por isso aceitei a proposta e no ano de 1983, cheguei à cidade de Apodi, onde estou até hoje.

Nota do blog: Theodoro foi embora de Apodi no dia 29 de junho de 2010. 

Nenhum comentário: