Pesquisar neste blog

segunda-feira, 28 de setembro de 2020

Tese de Manoel Freire Rodrigues: Revolta e Melancolia: uma leitura da obra de Lima Barreto

Tese: Revolta e Melancolia: uma leitura da obra de Lima Barreto 
Autor(a): Manoel Freire Rodrigues 
Programa: Pós-Graduação em Teoria e História Literária 
Instituição: Universidade Estadual de Campinas 
Publicação: 2009 
Fonte do artigo: UNICAMP 


Resumo: 
Elaborada sob o signo do inconformismo e orientada pelo ideal de uma literatura militante, a obra de Lima Barreto expõe ao mesmo tempo as agudas contradições da sociedade brasileira dos primeiros anos da república e as agruras da vida íntima do escritor, cuja biografia é o sintoma vivo daquelas mesmas contradições que alimentam os seus textos. Se os diários revelam a dimensão mais íntima e pessoal de Lima Barreto, oferecendo um roteiro biográfico para a leitura de sua ficção, os escritos circunstanciais constituem uma espécie de roteiro ideológico em que o Autor, por meio de textos militantes, denuncia as iniqüidades da sociedade brasileira do seu tempo. Assim, alimentada pelas injunções históricas imediatas e pelas circunstâncias biográficas do romancista, a escrita de Lima Barreto dá voz ao protesto mudo dos vencidos, modulada pela revolta do injustiçado e a melancolia do fracassado.

Nenhum comentário: