Pesquisar neste blog

quinta-feira, 16 de julho de 2020

Dissertação de Márcio Cleivo: Aperfeiçoamento da esterificação do Ácido Oleico e Esteárico: Efeito da composição, catalisador e forma de aquecimento

Dissertação: Aperfeiçoamento da esterificação do Ácido Oleico e Esteárico: Efeito da composição, catalisador e forma de aquecimento 
Autor(a): Márcio Cleivo de Morais Souza 
Curso: Ciências Naturais 
Instituição: Universidade do Estado do Rio Grande do Norte - UERN 
Publicação: 2016 
Fonte do artigo: UERN 

Resumo: 
A sociedade atual está cada vez mais dependente dos combustíveis fósseis derivados do petróleo, a alta demanda de energia no mundo industrializado e do setor doméstico, bem como os problemas de poluição causados pelo uso de combustíveis inadequados, têm resultado em uma crescente necessidade de desenvolver fontes de energias renováveis e ambientalmente amigáveis. Uma alternativa seria sintetizar combustíveis alternativos, menos poluentes e renováveis como o biodiesel. Porém as reações de transesterificação tradicionais para obtenção do biodiesel ainda são lentas, e produzem efluentes poluidores ao meio ambiente, sendo necessário desenvolver técnicas, reagentes e equipamentos que as tornem mais rápidas e ecologicamente corretas. Diante desta problemática, este trabalho tem como objetivo avaliar o desempenho de catalisadores, o tipo de aquecimento nas reações de esterificação dos ácidos oleico e esteárico para a produção de biodiesel. A utilização desses ácidos graxos visa evitar os problemas de diferentes composições dos reagentes e produtos obtidos nas reações com óleos e também entender o efeito da estrutura na cinética das reações. Os resultados obtidos com estes ácidos foram testados no óleo de moringa. A metodologia utilizada na produção do biodiesel foi a esterificação, usando um catalisador homogêneo (H2SO4) e heterogêneos zeólita pura (ZSM-5) e modificada (HZSM-5), bem como diferentes técnicas de fornecimento de energia (aquecimento tradicional, aparelho de ultrassom e um aparelho micro-ondas). Durante os experimentos foram otimizados as melhores condições de síntese: razão molar 1:24, catalisador 2% e temperatura 70ºC. As avaliações foram feitas com base no rendimento da reação e na conversão do biodiesel obtido. De acordo com as análises espectroscópicas (FTIR e RMN de próton e carbono) e térmicas (TG e DTG), tanto na síntese do biodiesel utilizando o ácido oleico (rendimento de 50±2%) quanto na do ácido esteárico (rendimento de 22±2%) os melhores resultados foram obtidos utilizando o catalisador H2SO4 e o aparelho de micro-ondas em um tempo de 6 minutos. Estes resultados indicam que o micro-ondas é muito eficiente e que aparelhos industriais devem ser desenvolvidos para serem usados na reação de obtenção de biodiesel. Os catalisadores ZSM-5 e HZSM-5 não foram capazes de catalisar este tipo de reação nas condições usadas. 

Nenhum comentário: