Pesquisar neste blog

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Inauguração da Sede Própria - Provisória - do Centro Histórico Cultural dos Tapuias Paiacus da Lagoa do Apodi - CHCTPLA

No dia  09 de julho de 2014(quartapfekra), mais um passo é dado pelos remanescentes autodeclarados dos Tapuias Paiacus Kariris, primeiros habitantes das terras que ficava, às margens da Lagoa do Apodi, na Chapada, no Vale do Rio Apodi e na Região da Areia, mas que foram expulsos de suas aldeias para dá lugar aos povos colonizadores. Até bem pouco tempo, imaginava-se que não existiam remanescentes, mas as pesquisa mais recentes, a maioria delas feitas por Lúcia Maria Tavares, também pertencente à mesma etnia indígena, dão conta de que em Apodi existe um grupo considerável de remanescentes. As provas da existência dessas etnias na nossa Terra são os achados da pesquisadora, que guarda um acervo de peças liticas, hoje organizadas em sua casa, que foi transformada na Sede do CHCTPLA. 


Fachada e Entrada do CHCTPLA

A sala da casa de Lúcia Tavares foi reformada para sediar o CHCTPLA graças a uma doação feita pela escritora Vilmaci Viana, que ao lançar sua última obra em prosa e verso na capital do Estado - Natal, intitulada de "AS CANÇÕES DA LAGOA DOURADA", doou os valores arrecadados com a venda dos primeiros exemplares para a reforma e organização dos objetos e peças adquiridos nas pesquisas e que futuramente, este é o projeto do Centro Histórico, irão ser expostas no Museu Luiza Cantofa, sonho e anseio do povo remanescente indígena de Apodi, que a partir de agora parte para se organizar e reivindicar das autoridades os direitos que lhes foram negados, mas que já estão garantidos na legislação federal. 

Peças líticas expostas 

As peças líticas estão expostas e disponíveis à visitação. A Sede do CHCTPLA localiza-se à Rua Antonio Lopes Filho, nº 105 no Centro da cidade. Em breve será definido um calendário de exposição, com horário e dia de visitação para estudantes, acadêmicos e interessados em conhecer as peças usadas pelos nossos primeiros habitantes para sobreviver dentro de seu habitat natural. 


As fotos mostram alguns remanescentes presentes na inauguração, alem de membros do CRAS,
que visitaram o CHCTPLA. 

O povo remanescente dos Tapuias Paiacus de Apodi agradece à índia Lúcia Tavares pela luta que tem embrenhado para resgatar a verdadeira história dos nossos primeiros habitantes. Para o biênio 2013-2014, a Presidência da referida associação é em nome de Lúcia Maria Tavares, a vice-presidente é a Professora Mônica Freitas. Esta diretoria conta com a ajuda assídua e muito importante do estudante de Turismo Isaac Tárcio Torres para a pesquisa e o registro, uma espécie de secretário, todos descendentes da etnia Tapuia. 


Presidente Lúcia Tavares, vice-presidente Mônica Freitas e o Membro Auxiliar Isaac Tárcio.

O CHCTPLA foi fundado em 2013, como sócio-fundadores, conta com mais de 40 membros associados e que apoiam as atividades em diversas dimensões, auxiliando com informações, participação nas pesquisas e na organização de documentos e projetos. 


Por Mônica Freitas - Blog Sem - Cem Papas na Língua

Nenhum comentário: