Pesquisar neste blog

domingo, 13 de julho de 2014

Despedida - José Leite

Vais partir, bem o sei, tu vais agora,
com o teu amor, oh filha idolatrada!
Deixando o teu papai que quase chora,
em prostrações, em ânsia imoderada,

Tu és a minha vida. És meu sofrer,
és resultado de um profundo amor,
és o orgulho e a alegria do meu ser
e és tudo o que sonhei em riso ou dor.

Irás, ó minha filha! Irás da vida
as rosas apanhar. Vai com prazer.
Mas, se algum dia estiveres perdida,

volta assim mesmo ao teu antigo lar,
pois este velho te viu nascer
te espera alegra para te abraçar;

Mossoró/RN, 8 de dezembro de 1956
José Leite

Nota: Para a minha filha Maria José, hoje falecida, no dia do seu casamento.

Flagrantes das Várzeas do Apodi - José Leite(Separata de Pre-Lançamento)

Nenhum comentário: