Pesquisar neste blog

quinta-feira, 26 de junho de 2014

Mestre Profírio - José Leite

Seu Profírio, solteirão,
era um grande comilão,
Comia o que aparecia
e gostava do que engolia,
apreciava veado,
e gosta de peixe assado,

Nosso mestre era peitudo,
comia mesmo, de tudo,
tinha fome de verdade,
e grande capacidade,
para tudo de comer,
com ganâncias de morrer,

Em festa da Padroeira,
ao levantar-se a bandeira,
ele sonhou com comida
e, a bandeira foi erguida,
sob ordem especial,
com os músicos a tocarem,
“o Tatu Subiu no Pau”.

E, de outra vez, no São João,
o velho errou na ação,
e, mandou que se tocasse,
pra que a bandeira arriasse,
sem se poder evitá-lo,
“O Golpe do Cavalo”

Nota: Lembranças do Mestre Profírio Dantas, da Banda de Música de Apodi, nos anos de 1937 a 1942.

Fonte: Flagrantes das Várzeas do Apodi - José Leite( Separata de Pré-Lançamento) 

Nenhum comentário: