Pesquisar neste blog

domingo, 13 de abril de 2014

Perfumes e noites - Paulo Filho Dantas

“Como rio d’uma água cristalina
Pura água sacia-me se quiser
Como dengo, carinho de menina
Fico louco com teu gosto de mulher

Os versos que te ofereço agora
Não condizem com tudo que vier
Posso transformar-lhe em senhora
Quando escolhe aquilo que se quer

A vida, ela nos traz outros amores
Esperanças, você, infindas dores
Te peço um beijo se assim puder

Teu corpo sinto em um abraço
Ilhado sentimento por uno laço
Perfume, noite, uma linda mulher".

Paulo Dantas Magno Filho

Nenhum comentário: