Pesquisar neste blog

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Agosto da Alegria

O Evento Agosto da Alegria, nessa 2ª edição em Apodi, que foi realizado no dia 29 de agosto, com o cortejo e logo após, as apresentações culturais, contou com a participação das escolas jurisdiciadas à 13ª DIRED com alunos, professores, equipes pedagógicas, Gestores e comunidade em geral. Um sucesso que teve uma orientação pedagógica para a realização de pesquisas sobre danças, contos e artes populares do RN e locais. Parabéns às escolas!
Nesse Evento apresentou-se:

A CIA de Dança DANÇART (Caraúbas), que há 15 anos tem feito da dança um estilo de arte para jovens; 
A E. E. Ferreira Pinto (Apodi), que resgatou o Maculelê e mostrou que é possível envolver crianças e adolescentes em conhecimento de dança afro;
A E. E. Gerson Lopes (Apodi), apresentou a dança Araruna, dança tipicamente potiguar que remete a elegância no sertão;
A E. E. Antônio Francisco (Felipe Guerra), dançando o xote e fazendo reconhecido esse ritmo nosso, nordestino e local;
A E. E. Francisco de Assis Pinheiro (Itaú), realizou em sua pesquisa: Passos de Quadrilha Tradicional, a empolgação dessa dança junina, com o resgate dos passos antigos;
A E. E. Sebastião Gomes (Apodi), apresentou dois Dramas Cantados, que era um estilo de teatro feito nessa região nas décadas de 50 e 60 e foi resgatada pela escola. 
A E. E. Valdemiro Pedro Viana (Apodi), convidou a todos para o desafio do Pastoril;
A E. E. Zenilda Gama (Apodi), dançando uma Ciranda de Roda, mostrou uma atividade comum nas comunidades do interior, que reunia todos para dançar!;
A E. E. Alvani de Freitas Dias (Apodi), fez um resgate do Côco de Roda, acompanhando o rítmo e os movimentos da dança;
A E. E. Severiano Melo (Severiano Melo), realizaram com uma dinâmica rítmica os passos do Xaxado, Xote e Baião, fazendo um conjunto de rítmoss do sertão potiguar;
A E. E. Américo Holanda (Severiano Melo), truxe uma Embolada, cantada pelo pai de uma aluno e morador da comunidade, fazendo todos cantarem o refrão;
A E. E. 12 de Outubro (Rodolfo Fernandes), com o Grupo Maracats, evoluiu com um musical de cordel e dança contemporânea, cantando a história do Município, que se chamava São José dos gatos, por conta de se encontrarem em seus serrotes, gatos maracajás;
A E. E. Francisco Régis (Rodolfo Fernades), resgatou  suas crianças as cantigas de roda, após realizarem uma pesquisa que descobriu uma variedade grande de cantigas de roda cantadas no Município;
A E. E. Lourenço Gurgel (Caraúbas), apresentou com os alunos o Maculelê, com sua coreografia própria e a influência da capoeira;
A E. E. Sebastião Gurgel (Caraúbas), trouxe da própria comunidade um grupo de idosos com os alunos, que fizeram ao vivo, com a zabumba, a sanfona, o triângulo e o pandeiro, a dança dos Caboclos, própria de sua cultura popular;
A E. E. Antônio Carlos (Caraúbas), apresentou o Baião, valorizando esse rítmo na sua pesquisa;
A E. E. Antônio Dantas (Apodi), o Xaxado foi sua pesquisa, criaram um SKETE com fala, personagens folclóricos de cangaceiros e dançaram o Xaxado;
A E. E. José Cláudio Alves (Tabuleiro Grande), demonstrou que a cultura se revela nas Artes Visuais, com quadros pintados pelos alunos em estilo livre, com o uso de materiais arenosos, extraídos do solo;
O Projeto Mais Educação da e. E. Valdemiro Pedro Viana ( Apodi), expôs a arte feita pelas mãos dos alunos com materiais recicláveis. 
Participação especial do Grupo de Teatro Casarão.

Nenhum comentário: