Pesquisar neste blog

terça-feira, 6 de agosto de 2013

A Franklin, meu eterno amor - Maria Luiza

Um dia você surgiu
Como um facho de luz
Por entre a penumbra
da minha vida...
Meu Franklin querido
Você desfolhou com o seu sorriso
Um paraíso adormecido
Nas avenidas do meu eu esquecido
E assim, nosso amor nasceu!
O tempo não destruiu..
A distância não descoloriu...
A aquarela da nossa existência.
Pintamos juntos uma tela bela:
Com lágrimas e sorrisos...
Uma saudade dolorosa...
Vidas vitoriosas;
Descobertas preciosas:
VOCÊ E EU!!!

Maria Luiza Marinho da Costa

Nenhum comentário: