Pesquisar neste blog

sexta-feira, 19 de julho de 2013

Chapada do Apodi recebe visita dos estudantes do Curso Técnico em meio ambiente com ênfase em saúde ambiental FRIOCUZ, TRAMAS/UFC, MST.

Intercâmbio/Troca de experiências.

No último fim de semana entre os dia 12 e 13 de julho o município de Apodi esteve recebendo a CARAVANA AGROECOLÓGICA DA CHAPADA DO APODI CURSO TÉCNICO EM MEIO AMBIENTE COM ÊNFASE EM SAÚDE AMBIENTAL, caravana esta que é composta por estudantes de vários estados brasileiros, dentre eles Rio de Janeiro, Bahia, Ceará, Minas Gerais, Santa Catarina, Rio Grande do Norte dentre outros.

Roda de conversa.

A caravana esteve chegando à cidade do Apodi no dia 12 de Julho, onde nesse primeiro momento foi realizado um momento de recepção e interação dos estudantes com os movimentos sociais que atuam no município de Apodi. Na tarde os estudantes visitaram as experiências agroecológicas que são desenvolvidas na chapada do Apodi visitando as áreas de assentamento Milagres e Moacir Lucena, lá tiveram contato com hortaliças orgânicas, Saneamento Básico, áreas de manejo da Caatinga, quintais produtivos e demais atividades desenvolvidas pela agricultura familiar. Durante a noite os grupo de estudantes estiveram presentes no assentamento Aurora da Serra onde em um momento místico lançaram a Jornada Socialista.

Professora Ms. Andrezza Pontes apresenta seu trabalho.

No segundo dia de caravana em território apodiense os estudantes juntamente com agricultores/as, lideranças e estudantes de Apodi proporcionaram um momento muito rico em debate. A professora Ms. Andrezza Pontes apresentou dados do seu trabalho de pesquisa de mestrado que teve como foco os impactos do Projeto de Irrigação da Chapada do Apodi na vida dos agricultores familiares que ali residem em seguida o Advogado João Paulo Medeiros apresentou o dossiê denuncia elaborado pela Rede Nacional de Advogados Populares do RN (RENAP-RN) que aponta as várias valhas que o projeto contém.



Os estudantes ainda visitaram a Agrovila Palmares fazendo uma conversa com as famílias resistentes ao perímetro irrigado proposto pelo Governo Federal.

A caravana continuou a percorrer a chapada do Apodi na parte que compreende o estado do Ceará entre os dias 14 e 15 de julho.

Os dois dias de atividades representaram um momento bastante rico na troca de saberes, onde os estudantes e agricultores/as dialogaram sobre os impactos dos grandes projetos desenvolvidos no país em detrimento a negação dos direitos dos atores sociais locais.

A caravana tem o apoio e articulação da FIOCRUZ, do TRAMAS/UFC (Núcleo de Estudos da Universidade Federal do Ceará) e do Movimento Sem Terra – MST, além das entidades locais STTR de Apodi/RN, Centro Terra Viva, COOPERVIDA e Comissão Pastoral da Terra – CPT.

Por Agnaldo Fernandes 

Nenhum comentário: