Pesquisar neste blog

domingo, 31 de outubro de 2010

Fotos das rádios

DSC00091
Rádio Cidade FM

 Rádio Lagoa FM. Soledade.

DSC00145
Rádio AM Vale do Apodi


Obs: Falta foto da rádio Luta. Se você tiver alguma foto é só mandar para o email: tudoeapodi@hotmail.com e nós postaremos.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Fotos de escolas estaduais

DSC00252
Escola Alvaní de Freitas Dias - CAIC 
 DSC00121
Escola Antonio Dantas
 DSC00241
Escola Ferreira Pinto 
 DSC00171   
 Escola Gerson Lopes
 DSC00112 
Escola Zenilda Gama

Carnaval

O carnaval é uma festa que se originou na Grécia em meados dos anos 600 a 520 a.C.. Através dessa festa os gregos realizavam seus cultos em agradecimento aos deuses pela fertilidade do solo e pela produção. Posteriormente os gregos e romanos inseriram bebidas e práticas sexuais na festa tornando-a intolerável aos olhos da Igreja. Com o passar do tempo, o carnaval passou a ser uma comemoração adotada pela Igreja Católica, o que ocorreu de fato em 590 d.C. Até então, o carnaval era uma festa condenada pela Igreja por suas realizações em canto e dança que aos olhos cristãos eram atos pecaminosos.

A partir da adoção do carnaval por parte da Igreja, a festa passou a ser comemorada através de cultos oficiais, o que bania os “atos pecaminosos”. Tal modificação foi fortemente espantosa aos olhos do povo já que fugia das reais origens da festa como o festejo pela alegria e pelas conquistas.

Em 1545, durante o Concílio de Trento, o carnaval voltou a ser uma festa popular. Em aproximadamente 1723, o carnaval chegou ao Brasil sob influência européia. Ocorria através de desfiles de pessoas fantasiadas e mascaradas. Somente no século XIX que os blocos carnavalescos surgiram com carros decorados e pessoas fantasiadas da forma semelhante às de hoje.

A festa foi grandemente adotada pela população brasileira, o que tornou o carnaval uma das maiores comemorações do país. A esta favorável recepção, acrescentou-se as famosas marchinhas carnavalescas que incrementou a festa e a fez crescer em quantidade de participantes e em qualidade.

Ver mais sobre o carnaval

sábado, 16 de outubro de 2010

Novo blog de Apodi

Caros leitores. Apresento a todos mais um blog sobre Apodi. Este blog intitulado Tudo de Apodi tem a missão de catalogar as informações sobre nosso município, principalmente as que dizem respeito a história e a cultura de nosso povo. Gostaríamos que todos divulgassem a idéia. Quer ser colaborador e autor do blog? é só mandar um e-mail para tudodeapodi@hotmail.com  e entraremos em contato contigo.

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Festas Juninas

As festas juninas são festas de origem católica, pois antecedem o nascimento de Cristo. Em certa época e durante um longo período os católicos e cristãos passaram a associar a festa junina como uma celebração do aniversário de São João, que acontece no dia 24 de junho, mais tarde, os católicos incluíram os dias de Santo Antônio (13 de junho), São Pedro (29 de junho). Quando chegou ao Brasil o nome foi modificado para junina, pois é uma festa trazida pelos portugueses e que logo foi incorporada aos costumes dos povos indígenas e negros e que depois passou a ser uma festa típica em todas as regiões do Brasil.
Esta festa tem total influência no Brasil, principalmente na alimentação, pois por culpa dele foi introduzida ao cardápio brasileiro a mandioca (aipim), milho, canjica, arroz doce, cocadas, bolo de fubá, cuscuz, vinho quente, quentão, leite de coco, pé de moleque, doce de abóbora, paçoca, doce de batata, e etc. Costumes culturais também tiveram grande influência como à música sendo forrós, quadrilha, a dança de fita, a fogueira, os fogos de artifício, as bandeirinhas, vestidos de caipirinha, chapéu de palha, bigode, lenço no pescoço, remendos nas calcas, camisa xadrez, tranças no cabelo, sardinhas nas bochechas, brincadeiras como pescaria, corrida de saco, correio elegante, bingo, e etc.
As festas juninas são comemoradas no Brasil no mês de junho, porém como tudo muda, em alguns lugares as pessoas costumam comemorar a festa junina que acontece no mês de julho.
Essa festa é prestigiada por muitas pessoas, a comemoração é muito gostosa e divertida.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Sítio do Góis - comunidade

Sobre a origem do Sítio do Góis, o mesmo foi descoberto no dia 14 de setembro de 1784, por Zé do Góis ele morava no Sítio Retiro – CE. Através de uma caçada quando chegou debaixo de um pé de oiticica viu um molhado, então cavou e deu uma cacimba feita pela obra da natureza. Esta existe até hoje e é chamada de cacimba do Góis. Vindo morar no ano de 1786. Depois vendeu o Sítio do Góis ao senhor Cândido Estevo e ao senhor José Antonio, conhecido como José Sauna.
clip_image002
Cacimba do Góis
José Antonio deixou uma “botija” debaixo de um juazeiro, que ainda existe. No ano de 1914 os moradores eram: João do Rosário, Manoel do Rosário, Izaca José Fernandes e a velha Raulinda e outros mais.
Nessa época estas famílias viviam da caça do mato: como tatu, peba, porco do mato, girita, teju. Também era parte relevante a massa de macambira. As feiras eram realizadas em Mossoró, com carros de boi. Trazia a farinha, café, rapadura que vinham do Cariri. O transporte era feito ao lombo de burros e jumentos.
O primeiro transporte a andar no Góis foi a “baratinha de Zé Patrocínio” (que era uma rural). A primeira missa celebrada no Sítio do Góis foi na casa de Zaca de Zé Fernandes pele Padre Benedito Alves. Nessa época os moradores eram Nel Baieta, Pedro de Josefa, Rodrigo, Miscena, Chico Valdivino e outros mais. A primeira professora foi Francisca Padre, no ano de 1937.
A vida sempre foi difícil para as famílias que basicamente viviam da agricultura e da pecuária. Hoje já aconteceram mudanças, a primeira coisa a ser feita foi a Igreja Católica, que foi construída com o apoio da comunidade. Temos dois grupos: o CESPE feito pela FUNDEVAPI e a comunidade, temos duas sedes a do flamengo e do Botafogo (hoje desativadas), uma quadra de esporte e etc.

Cada família tem um lote de 20 hectares além da área coletiva e a área de reserva legal. Cada família trabalha no seu lote e também trabalham em regime de mutirão na área coletiva. Nos Lotes o trabalho sempre é realizado através de mutirão com 2 a 3 pessoas. 
Existe uma Associação fundada em1998 é neste espaço que se discuti toda vida do assentamento. Hoje a comunidade conta com apoio de vários parceiros como: STR - Sindicato dos Trabalhadores (as) Rurais de Apodi e a CPT - Comissão Pastoral da Terra. As famílias que mais antigas que habitaram e ainda habitam o Sitio do Góis tem uma vasta experiência com o plantio de algodão desde a época que se trabalhava com o bom e velho algodão mocó. Com a política de incentivos ao cultivo do algodão herbáceo houve a transição e as famílias passaram o monocultivo do herbáceo e com isso o fracasso da cadeia por muito tempo. 
O Assentamento conta com Assessoria Técnica do Projeto Dom Helder Câmara em parceria com COOPERVIDA; em 2009 o P.A foi contemplado com um projeto de Algodão agroecologico em Consorcio que vem mudando a forma de pensar dos (as) agricultores (as). O PA possui hoje uma discussão muito interessante no que se refere às questões ambientas principalmente na conservação de solo e de espécies ameaçadas. Essa evolução no manejo dos recursos e na adaptação de técnicas que possam ser utilizadas de forma mais harmoniosa com a natureza é reflexo de algumas ações que estão em curso desde 2002 no Território Sertão do Apodi.
Contribuiram para este artigo:
- Alunos da Escola Zenilda Gama, moradores da comunidade.
- Gonçalo Filho - engenheiro agrônomo.

Tem mais informações sobre o Sítio do Góis?: tudodeapodi@hotmail.com.




PA Taboleiro Grande - comunidade

Localiza-se ao leste e ao norte da cidade do Apodi, ao oeste e ao sul fica o estado do Ceará. Faz limite com o Assentamento Caiçara, com o Sítio do Góis e com o Assentamento Breguesso.

A origem do nome do assentamento deu-se em uma reunião no ano 2000. Quando ainda estavam tratando sobre a organização do projeto de assentar famílias naquela área. Muitas pessoas sugeriram nomes para nomear o referido assentamento, porém a maioria escolheu Assentamento Taboleiro Grande.
A vida sempre foi difícil para as famílias que basicamente vivem da agricultura e da pecuária. A maioria dos moradores do assentamento em algum momento foram moradores em fazendas e/ou exerceram atividades semelhantes. Pessoas que sonhavam um dia ter uma casa ou mesmo um pedaço de terra para o cultivo e para criar animais.

A agricultura é a principal atividade desenvolvida para o sustento das famílias, seguida da caprinovinocultura. Outras atividades extras para a obtenção de renda são: o corte de lenha e de madeira nativa para fazer cercas e outros. Poucas pessoas trabalham em algum emprego sustentável e/ou efetivo. Somente um professor e dois funcionários que atua no posto de saúde na comunidade vizinha, Sítio do Góis.


PA Frei Damião - comunidade

O nome Frei Damião foi dado na década de 90 pelo presidente da Associação e um grupo de pessoas que moravam na cidade e com o projeto do INCRA de desenvolver um assentamento naquele lugar,  vieram morar ali em busca de uma vida melhor dentro da agricultura e agropecuária. Esse é nome atual do Assentamento, porém antes do projeto a propriedade chamava-se Sitio Abreu, nome pelo qual não se sabe ao certo quem teria colocado, porém de acordo com uma pesquisa feita estimula-se que tenha sido o antepenúltimo proprietário conhecido como Badin, mas como esse terreno já foi de muitos donos e que bem antes da década de 50 já era habitado por algumas pessoas, não se pode afirmar.

Antes de ser fundado o assentamento o último proprietário era Antônio Celino que morava lá. Existia também outras pessoas que viviam da caça e um da agricultura, Antônio Celino começou a construir dois grandes fornos de cal que melhorou bastante a vida daquelas pessoas que passaram a trabalhar pra ele no forno. Após a construção começaram a desmatar as árvores para queimar as pedras e transformá-la em cal.
Com o desmatamento a propriedade foi tornando-se grandes campos no qual teve grande prestígio para a plantação de algodão, feijão, milho, etc.

A água utilizada para irrigar a terra era a da chuva, que era também usada para beber, pois água era e até hoje é salgada devido o grande número de rochas calcárias e por não ter recursos suficientes para perfurar um poço de água doce. Por se encontrar a uma grande profundidade da superfície, a água salgada era puxada através de um cata-vento que servia para todas as tarefas da casa.

Os transportes da época eram carroças, bois, cavalos, etc. Durante esse período não existia energia elétrica, mas com o dono da propriedade era um pouco rico tinha uma espécie de gerador elétrico que abastecia as poucas casas que ali existiam, um pouco depois a propriedade foi comprada pelo governo que deu início o projeto de assentamento onde hoje é a comunidade Frei Damião.

O Assentamento é habitado por 60 famílias sendo 39 associados que vivem da agricultura, agropecuária, apicultura e outras fontes de trabalho, porém tem enfrentado bastantes dificuldades no desenvolvimento desses trabalhos pelo alto volume de chuva que prejudica o acesso por causa do massapé que é um solo bastante fértil, mas quando em contado com a água fica muito pegajoso, pelo que só anda trator e até hoje não foi tomada nenhuma providência a respeito desse problema. Essa é a vida da comunidade Frei Damião.
clip_image002clip_image001
Fotos do forno de cal que funcionava antigamente na comunidade. Hoje está desativado.

Agenda de telefones


Água Mineral Cristalina.Oeste
84
3333-2652
Arroz Brenol
84
3333-2463
Banco do Brasil
84
3333-2010
Banco do Nordeste
84
3333-2020
Câmara Municipal
84
3333-2138
Cantina e Frig. São Francisco
84
9134-5559
Cantina Gêmeos
84
3333-2319
Cantina Marechal
84
3333-2080
Cantina São Francisco
84
3333-2862
Cantina São José
84
3333-2064
Casa da Revista
84
3333-2644
Casa do Fazendeiro
84
9411-6628
Casa do Sertanejo
84
3333-2089
Casa dos Ferros
84
3333-2140
Casa Morais
84
3333-2967
Casa Paroquial
84
3333-2180
Casa Porcino
84
3333-2739
Casas Potiguar
84
3333-2346
Caubí Torres
84
9103-6855
Central do Cidadão
84
3333-2589
Centro Ótico
84
3333-2593
Churrascaria Apodi/RN Pousada
84
3333-2477
Churrascaria Passeio
84
3333-2929
Citolab
84
3333-2578
CNSC (Orelhão)
84
3333-2745
COOPAPI
84
3333-9582
COOPERMIL
84
3333-2107
Correios
84
3333-2097
DP PHOTOS
84
9408-9325
Droga Vida
84
3333-2321
Drogaria Aliança
84
3333-2499
Drogaria Globo
84
3333-2114
Drogaria São José
84
3333-2025
Drogaria União
84
3333-2193
E.E. Prof. Antonio Dantas
84
3333-2642
Escola Aurélia Torres - Córrego
84
3333-7067
Escola Estadual Ferreira Pinto
84
3333-2628
Escola Ferreira Pinto
84
3333-2628
Escola Gerson Lopes
84
3333-2112
Escola Zenilda Gama
84
3333-3138
Genário de Sousa (Educador Social)
84
9106-8631
Hospital Regional
84
3333-2260
Hotel Lajedo
84
3333-2155
Hotel Passeio
84
3333-2031
Luciano Ótica
84
3333-2400
Madeireira Benevides
84
3333-2861
Madeireira São Francisco
84
3333-2184
Madeireira Estrela
84
3333-2478
Marcelo Mecânico
84
9152-1156
Museu de Soledade
84
3333-1083
PA Empresa
84
3333-3791
PA Góis
84
3333-0098
PA Milagre
84
3333-2707
PA Paraíso
84
3333-3790
PA Portal da Chapada
84
3333-2961
PA São Manoel
84
3333-3839
PA Sítio do Góis (Escola)
84
3333-0107
PDA Santa Cruz
84
3333-2487
Posto Apodi
84
3333-2047
Posto Cidade
84
3333-2939
Posto Gonzaga Melo
84
3333-2083
Prefeitura de Apodi  RN
84
3333-2100
Rádio Cidade 87.9
84
3333-3179
Rádio FM Luta
84
3333-2854
Rádio Lagoa FM
84
3333-1031
Rádio Vale  do Apodi
84
3333-2512
Refrigerante Forró
84
3333-3900
Restaurante o Sena
84
3333-3695
Restaurante o Valdivino
84
3333-2425
Roberto Cruz
84
3333-3254
Secretaria Ação Social.
84
3333-3561
Secretaria Administração
84
3333-3610
Secretaria Agricultura
84
3333-2173
Secretaria de Saúde
84
3333-3580
Secretaria finanças
84
3333-2728
Secretaria Urbanismo transporte
84
3333-3612
Sitio Baixa Fechada
84
3333-3489
Sitio Barra
84
3333-3841
Sitio Queimadas
84
3333-3788
Sitio Santa Rosa
84
3333-3856
Sitio São Francisco
84
3333-3843
STTR´S-Apodi/RN
84
3333-2269
Vidraçaria Apodi
84
3333-2851
Vidraçaria Iguaçu
84
3333-2158
Visão Gesso
84
9451-5124

Quer por seu telefone aqui, ou retirar o seu? Mande e-mail para tudodeapodi@hotmail.com e nós postaremos aqui.