Pesquisar neste blog

segunda-feira, 2 de abril de 2012

FBB implantará 60 mil unidades de cisternas de placas no Nordeste

Cláudia Motta, coordenadora da Terra Viva
A Coordenadora Institucional do Centro de Apoio ao Desenvolvimento da Agricultura Familiar – TERRA VIVA que dispõe de um escritório local no município de Apodi Cláudia Maria Mota Oliveira esteve presente em cerimônia realizada nesta quinta-feira, 29, em Brasília para assinatura de Contrato com a Fundação Banco do Brasil. Estes contratos serão para implantação de 60 mil unidades da tecnologia social cisternas de placas na região do semiárido em oito estados do Nordeste e em Minas Gerais. Do Rio Grande do Norte foram selecionadas em um Edital Público lançado no corrente ano três instituições que fazem parte da Articulação no Semiárido Brasileiro – ASA, o SEAPAC (Serviço de Apoio aos Projetos Alternativos Comunitários), a AACC (Associação de Apoio as Comunidades do Campo do RN) e o Centro Terra Viva. Nessa cerimônia estavam presentes o Ministro-Chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, a Ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, o Presidente da Fundação Banco do Brasil, Jorge Streit e o Presidente da Associação Programa 1 Milhão de Cisternas para o Semiárido, Naidison Baptista. 

Essa iniciativa faz parte do Programa Água para Todos, do Governo Federal, e do Água Brasil, e tem como meta a promoção do acesso à água potável para consumo humano e para produção alimentar. No Contrato que se refere ao Centro Terra Viva serão construídas 1865 cisternas, grande parte nas comunidades rurais de Apodi, isso reforça o trabalho que essa instituição vem desenvolvendo há 14 anos nesse município, realizando ações no sentido de contribuir com a melhoria de vida dos agricultores/as.

Nenhum comentário: