Pesquisar neste blog

sábado, 3 de dezembro de 2011

PA Milagre é o único saneado no Brasil

Mesa Solidária com diversas representações

Antonio Macaé fazendo fala de agradecimentos e encerramento

Plantação de forragem.

Apresentação do Projeto Estação de tratamento de esgoto.

Estação de tratamento de esgoto.

Atividade em Milagre - Padre Theodoro e Pedro Cabral

Estação de tratamento de esgoto.

Professor Miguel Ferreira Neto – UFERSA

No dia 25 de novembro de 2011 o Assentamento Milagre, em Apodi/RN realizou um Dia de Campo em comemoração aos trabalhos relacionados à implantação do projeto piloto da estação de tratamento de esgoto doméstico viabilizado em parceria com a UFERSA/ UNP e UERN.

Esse projeto iniciou em 2008/2009 a partir de uma parceria estabelecida com o Centro de Apoio ao Desenvolvimento da Agricultura Familiar – TERRA VIVA que já tem atuação nessa área há mais de 10 anos. A UFERSA através dos professores Miguel Ferreira Neto e Nildo Dias buscaram viabilizar uma pesquisa que já há algum tempo tinham em mente. Após inúmeras visitas para escolha do local ficou definido esse assentamento e a partir daí as atividades não pararam de acontecer para realização desse tão sonhado protejo. Foram meses de trabalho envolvendo professores, alunos de mestrados e as famílias beneficiárias, mostrando que somente a ação coletiva é capaz de fazer acontecer e transformar o local. Hoje o assentamento está 100% saneado, coisa que não é comum em grande parte das cidades brasileiras. O modelo adotado pelos professores se baseia em experiências exitosas de países europeus que buscam sustentabilidade em suas ações e melhoria na questão ambiental.

Durante a atividade foram apresentados os projetos já desenvolvidos no assentamento, a parte da estação de tratamento bem como a produção de milho e girassol foi explicada pelo Professor Rafael Batista, a produção de flores ornamentais pela Professora Sandra Alves e a produção de forragens (capim elefante) e fruteiras (acerola) pelo assentado Zito.

Logo após foi formada uma mesa solidária composta pelo Professor Miguel Ferreira Neto – representado todos os professores da UFERSA, Antônio Gonzaga Lima – Presidente da Associação de Milagre, Francisco Edilson Neto – Presidente do Sindicato dos Trabalhadores/as Rurais de Apodi, Cláudia Mota – Centro Terra Viva, Valmir Alves da Silva – Superintendente do INCRA, Gonçalo Filho – Projeto Dom Hélder Câmara, Evandro Mendes – representante do Secretário de Agricultura do RN Betinho Rosado, Eron Costa - representante da Prefeita de Apodi Maria Goreti da Silveira Pinto e José Ivanaldo Xavier – UERN.

Todos os presentes parabenizaram a UFERSA e os parceiros pelo excelente trabalho realizado na área, tendo em vista que os recursos aportados nesse protejo foram mínimos (em torno de R$ 123.000,00) para realizar uma grande ação. Os demais projetos em execução estão sendo financiados por parceiros como o Banco do Nordeste (em tono de R$ 49.000,00) que apostam na ideia, sendo esse um exemplo a ser seguido.

Também estiveram presentes a representante da EMPARN Najara Melo, o querido Padre Theodoro, o Presidente da COOAFAP Irapuan Ângelo, os assentamentos vizinhos Laje do Meio, Portal da Chapada Nova Descoberta e Moacir Lucena e a comunidade de São Francisco.

Para o Professor Miguel o grande resultado é ao final ter relatórios comprovando que foi gerada saúde para a população, relembrou que há cada um real aplicado em saneamento básico diminui quatro reais em saúde publica. “A comunidade tem que ter direito a viver com dignidade e é para isso que precisa ser investido dinheiro publico, temos que acabar com essa ideia de que as famílias do campo tem que viver na lama. Se as pessoas passarem a viver melhor nesse sentido já estaremos satisfeitos, mesmo que não gere nenhuma produção”.

Segundo o professor Rafael na parte de reuso a preocupação foi como aplicar isso de forma sustentável no ambiente sem representar risco para as pessoas que trabalham com essa técnica e sem representar riscos para o produto agrícola que está sendo gerado e que pode ser comercializado. Esse é o grande desafio do projeto!

Ao final do evento o presidente Antônio Macaé agradeceu aos presentes pela participação e o apoio da UFESRA e de todos que contribuíram para a realização desse projeto, aproveitou para fazer solicitação à prefeitura de Apodi com relação à recuperação de estradas, a doação de bomba e a instalação de uma antena celular e lamentou a ausência da prefeita em não ter vindo conhecer tão importante trabalho. No encerramento foi servido um delicioso almoço com produtos da agricultura familiar, tendo-se a certeza que o campo continua sendo um bom lugar para viver e produzir com qualidade.

Nenhum comentário: