Pesquisar neste blog

quarta-feira, 18 de maio de 2011

William Guerra - poeta

WILLIAM LOPES GUERRA nasceu em Apodi, Rio Grande do Norte, no dia 21 de agosto de 1950. Filho de Valter de Brito Guerra e de Antonia Nair Lopes. Avós paternos: Carlos Borromeu de Brito Guerra (tesoureiro da prefeitura por 40 anos) e de Nhá Bezerra (filha de Adrião Bezerra, que fora prefeito interino de Apodi); Avós maternos: Antonio Lopes Filho (farmacêutico e vice-prefeito do então prefeito Francisco Holanda Cavalcante – Seu Holanda) e de Armandina Lopes de Góis. 

Estudou no Grupo Escolar Ferreira Pinto, onde fez o primário. Depois na Escola Estadual Felinto Alves que se transformou em Escola Estadual Professor Antonio Dantas. Em seguida William foi estudar em Recife, no Colégio São João, ali cursando o Científico. Fez quatro vestibulares e foi aprovado em todos: Administração (Universidade Federal de Pernambuco), Jornalismo na PUC – Pontifícia Universidade Católica de Pernambuco), História e Direito (na Universidade Estadual do Rio Grande do Norte – UERN), só terminou o último curso: Direito. 

Mas, ainda quase menino, foi empacotador na Loja Freire & Gomes; mais tarde auxiliar de secretaria da FUNDEVAP, onde já escrevia para o Boletim mensal com artigos e contos. No Seminário Maior, de Camaragibe, Pernambuco, também confeccionava um Boletim mensal da Congregação Sagrado Coração de Jesus – SCJ, que era distribuído para todos os 200 padres da Congregação. Chegou a trabalhar num escritório de Contabilidade na capital pernambucana. 

Em 1974 iniciou na carreira de bancário. Passou apenas um ano no Banco América do Sul, na Trav. Ulisses Caldas, em Natal. Volta a Apodi onde passa a ensinar na Escola estadual Professor Antonio Dantas: Francês, Português e literatura no 1º grau, e História no 2º grau. 

Em 1976 casa-se. Vai morar em Upanema, em 1977 e para assumir a direção da Escola Municipal. Fez grandes amigos. Deixou Upanema em 1982. Volta para Natal. Já formado em Direito. Trabalha num escritório de advocacia exclusivo em causas trabalhistas. 

Novamente regressa ao seu Apodi. Está separado da primeira esposa. Nomeado assessor de imprensa da Prefeitura na gestão de Ivo Freire. Funda o jornal “Correio Apodiense”, quinzenal. E, com a eleição de Simão Nogueira Neto para prefeito, é nomeado Chefe de Gabinete. 

Colaborador do jornal Gazeta do Oeste, escrevia o editorial diário daquele periódico, passando um tempo como seu Redator Chefe. Em Apodi foi correspondente do jornal O Mossoroense, onde também colaborou com artigos e reportagens. E, quando morava em Natal, foi colaborador da revista Nordeste, de propriedade de Roberto Costa Lima. 

Como advogado atua, há mais de 25 anos, sempre pelos mais pobres. Nunca se negou em defender as causas dos que não podem pagar honorários de advogado. Está prestes a se aposentar como professor (apesar de não mais exercer essa digna profissão). 

Tem dois filhos, com quem vive na Rua Tiradentes, 118, em Apodi-RN. Seu passatempo é ler e escrever. Tem obras prontas a serem publicadas: O Cendal, romance; O Mundo Não Me Quis, romance; Utopiano, romance; O Poço das Matutas, contos; Aventuras do Menino Danta e seu Amigo Guerra, romance, Minha Rosa Púrpura, poesias. Pretende, não só publicar essas obras, mas outras que virão. 

Atualmente é assessor jurídico da Secretaria de Administração da Prefeitura de Apodi. Tem um sonho: dirigir uma Fundação de Cultura em Apodi, para explorar a gama extraordinária de cultura que possui este município e incentivar as centenas de pessoas dotadas para a arte: pintura, artesanato, teatro, literatura, poesia, música, dança, folclore, desenho, caricatura,,, etc.

Fonte: O próprio autor

2 comentários:

Anônimo disse...

Gostei muito dessa biografia, até porque o conheço, sei que tudo é pura verdade, orgulho-me de ter sido seu colega durante o curso ginasial na escola Estadual Professor Antonio Dantas, sou seu amigo, o considero muito e sei do valor e de sua capacidade intelectual.
Um grande abraço de seu amigo
JOSE FERREIRA DE ARAUJO.

lourdinha silva disse...

é um prazer e alegria saber sobre um homem,um ser humano maravilhoso!!! sou uma eterna apaixonada por poesias e nao por qualquer poesia...mas dessas que vc sente que sai da alma e do espirito...que nos toca no mais profundo di espirito! sou pura romantismo e falar de alguem que vc conhece a pouco tempo e ao mesmo tempo parece que ja conheço á bastante tempo...falar de vc amigo! fico sem palavras!tem coisas que nao se pode falar e só simplismente sentir.... obrigada por vc existir...um abraço. e espero ter a honrra de um dia poder ti conhecer pessoalmente e poder sentir tua alma! e toda tua excenssia!