Pesquisar neste blog

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Promessas - Aluísio Barros

Não, não vou cantar a minha dor.
O que saiu de dentro de mim
pertence ao mundo
- Cantarei, pois, a dor de todo mundo.

II

Não me ames de olho no verso.
Não te apresses:
- Não sinto dor agora.

"Anjo Torto" - Aluísio Barros de Oliveira 

Nenhum comentário: