Pesquisar neste blog

terça-feira, 22 de julho de 2014

A madrugada do terror

A grande maioria dos apodienses desconhece quase totalmente, a história de sua terra. Até mesmo as datas dos acontecimentos mais comuns, como as da criação do município, da comarca e paróquia, são igualmente ignorados. Esse desconhecimento dos fatos históricos do Apodi está presente em todas as classes sociais. Ninguém sabe de nada do nosso passado,  das origens e tradições. 

Certa vez perguntei a uma professora de história, se sabia o nome dos índios que habitavam a antiga aldeia do Apodi -  Os Tapuias Paiacus. Ela respondeu que não sabia. Outra pergunta, a data da emancipação política do município, 23 de março de 1835, lei número 18. Também não soube responder. Nada mais precisa adiantar sobre o assunto. Professores e alunos das nossas escolas submetidos a testes de história do Apodi, poderão obter nota zero. 
Entretanto, precisamos adquirir conhecimentos que nos coloquem diante do passado, para melhor compreendermos o presente e prevermos o futuro. 

O título acima “A MADRUGADA DO TERROR”, lembra um acontecimento ocorrido nesta cidade, no dia 10 de maio de 1927, quando foi assaltada por um grupo de vinte bandidos, bem armados. Motivo: uma vingança política. Poucas pessoas sabem desse episódio, que teve como articulador, o senhor Décio de Albuquerque Holanda, ligado à família Gurgel. As famílias Pinto e Gurgel eram inimigas e disputavam o mando político da terra.

Sob o comando do perigoso Massilon Leite, que depois se aliou a Lampião para atacar Mossoró, em junho do mesmo ano, o grupo trazia terrível missão a ser cumprida em Apodi. Matar o chefe político Chico Pinto, surras outras pessoas, saquear o comércio e incendiar a “CASA GRANDE”(loja comercial). Chico Pinto foi poupado. Segundo diziam, por ter dado vultosa quantia em dinheiro a Massilon. Pelo mesmo motivo não foi aplicada a surra no Coronel Luiz Leite, que deu dinheiro e joias. Incendiaram a Casa Grande, saquearam o comércio, depredaram várias repartições públicas e assassinaram uma pessoa na cidade. Este foi o saldo do violento acontecimento contra o Apodi, em 1927, agora relembrado. E que durante anos ficou conhecido como a “A MADRUGADA DO TERROR”. 


Fonte: Misturas de Frases e Palavras - Válter de Brito Guerra(1998) 

Um comentário:

Marcos Pinto. disse...

Houve um pequeno equívoco do nobre historiador conterrâneo quanto à data do ataque de parte do bando de Lampião,ao Apodi, comandado por Massilon Benevides,também conhecido como Massilon Leite. O triste episódio ocorreu a 10 de Maio de 1927.