Pesquisar neste blog

domingo, 25 de maio de 2014

Alunos do IFRN fazem visita a historiadora Dodora Maia

Dodora concedendo entrevista a equipe "O pavilhão dos historiadores".  Na foto aparece os entrevistadores da esquerda para direita: Ana Paula Bezerra, Francisco Veríssimo, Paula Sabrynna e ao lado direito da foto a entrevistada "Dodora".

Os alunos do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte – Campus Apodi, realizaram na tarde da última sexta-feira (23/05) uma entrevista com a historiadora Maria Auxiliadora da Silva Maia, que é mais conhecida por todos como “Dodora”. A entrevista faz parte da  Olimpíada Nacional em História do Brasil(ONHB) que já está em sua 6ª edição. 

A equipe O “O pavilhão dos historiadores”,  formada por Francisco Veríssimo, Paula Sabrynna, naturais de Apodi e alunos do curso Técnico em informática e Ana Paula Bezerra, natural de Caraúbas e aluna do curso Técnico em Agricultura, sob a orientação da Professora de História do Campus Apodi, Sarah Cameplo Cruz Gois, natural de Fortaleza-CE, , fizeram uma entrevista com o tema  “Memórias da Censura”. A entrevista teve uma duração de aproximadamente uma hora e 30 minutos. 

Dodora ficou muito feliz ao receber a nossa equipe para a realização da entrevista. Relatou acontecimentos de suma importância para a história da Ditadura Militar na cidade de Apodi-RN. Segundo Maria Auxiliadora, embora a ditadura militar não tivesse forte impacto em nosso município, ela diz que uma coisa terrível, não houve tortura contra os moradores, mas alguns chegaram a ser presos, para darem esclarecimentos os oficiais sobre os seus atos, inclusive eu também fui chamada para dar depoimentos. Em alguns de seus depoimentos ela diz: Nunca fui torturada, mas tive que "encarar" de frente os oficiais militares ligados ao regime militar, que vieram do Estado da Bahia, para vigiar os apodienses.  

Dodora também falou sobre sua luta em defesa dos apodienses contra a ditadura em nossa cidade. "Foi uma tarefa muito difícil, mas eu sou pequenina, mas sou destemida", afirma a historiadora. Ao final da visita Dodora agradeceu, e disse que estava a disposição para ajudar no que fosse preciso. 


Veja abaixo mais fotos da visita a casa de Dodora: 

Duas historiadoras juntas: Dodora Maia, natural de Apodi-RN, e Sarah Campelo, natural de Fortaleza-CE. 

Dodora e Sarah Campelo. 

 Ana Paula Bezerra, Paula Sabrynna, historiadora Dodora Maia e o pesquisador Veríssimo Sousa. 

 Dodora e seus netinhos,  ao lado da equipe "o pavilhão dos historiadores". 

Nota do blog: Foi uma visita muito emociante com a nossa grande historiadora Dodora Maia. 

Nenhum comentário: