Pesquisar neste blog

domingo, 3 de novembro de 2013

Sebastião Celino de Oliveira Pinto

SEBASTIÃO CELINO DE OLIVEIRA PINTO, natural do sítio Foveiro, à época pertencente ao município de Apodi, e hoje, no de Severiano Melo, nascido em 18 de junho de 1819. Era conhecido popularmente pela alcunha de CAPITÃ0 TATÃO DA PONTA”, filho de Vicente Ferreira Pinto e de Joaquina Maria de Jesus. Era casado com Josephina de Oliveira com quem teve a seguinte prole: Claudina Maria de Oliveira, Coronel Luiz Basílio de Oliveira Pinto (Lucas De Tatão) – este foi o fundador da povoação de Malhada Vermelha em 1880, o qual era dono de uma grande propriedade rural; Sebastião Celino De Oliveira Pinto Filho, João Jázimo de Oliveira Pinto. 

Sebastião Celino foi uns dos 16 eleitores da Paróquia de Apodi, cujo cadastramento foi realizado por determinação do Imperador Dom Pedro II, em 1876. Câmara Cascudo em seu Livro ‘História da República no RN”, fez a observação de que o Capitão Sebastião Celino faltou à última sessão legislativa, como que por pressentimento da implantação da República no Brasil. 

O Capitão Tatão da Ponta foi o único político da região Oeste potiguar a receber o famoso título honorífico Comendador da Imperial Ordem da Rosa. A ordem premiava militares e civis, nacionais e estrangeiros, que se distinguissem por sua fidelidade à pessoa do Imperador e por serviços prestados ao Estado, e comportava um número de graus superior às outras ordens brasileiras e portuguesas então existentes. Foi também presidente da Intendência Municipal de Apodi. Faleceu em Apodi no dia 27 de julho de 1901.

Fonte: Marcos Pinto – historiador apodiense
Jotta Maria. 

Nenhum comentário: