Pesquisar neste blog

sábado, 26 de outubro de 2013

Alucinação - Saúde Paiva

Te olho mas não
posso te tocar.
Te sinto mas não
posso te abraçar.
A saudade me faz companhia
noite e dia.
Saio te procurando
nas esquinas da minha solidão,
percorro becos e vielas
da minha imaginação.
Te sigo os passos
apresso o passo
você se esconde
na minha alucinação.
Vago pela mente deserta
pelos labirintos da obsessão.
o caminho se estreita
em sua direção.
Te escuto bem dentro
do meu coração,
para logo depois
te ver longe, inacessível
aos meus braços.
Suprimo o grito rouco
dentro de mim
pois a dor é tão violenta
que me traz de volta a razão.

Nenhum comentário: