Pesquisar neste blog

terça-feira, 13 de agosto de 2013

Origem da Família Diógenes em Apodi - Por Marcos Pinto

No ano de 1686 comandada pelo Capitão Bartolomeu Nabo Correia, chegava a Icó uma expedição composta de 42 homens com a missão de povoar aquela região, a mesma foi batizada de São Francisco atribuindo-se ao fato de terem vindo de Pernambuco e da região do rio São Francisco. Entre os expedicionários destacaram-se o Capitão Domingo Paes Botão que deu origem às Famílias Diógenes, Fernandes, Saldanha e Távora.

O capitão Domingos Paes Botão acampou em Santa Rosa e sofreu um ataque dos índios perdendo 7 homens. Temendo novos ataques deslocou-se para Aquirz, quando envolveu-se na política e casou-se com a pernambucana Sebastiana de Assunção e deste enlace nasceram dois filhos: Diógenes Paes Botão e Genoveva Maria Assunção. 

Em 1709 o capitão Domingo Paes Botão com seus filhos fixaram residência em Jaguaribe. Casa sua filha com o primo vindo de Portugal Sargento-Mor Manoel da Silva Peixoto Távora. Nesta época o sertão jaguaribano estava em estiagem e Diógenes teve que deslocar-se até a Serra de Pereiro em busca do rebanho a fim de escolher as melhores carnes para a festa de sua irmã, quando deparou-se com duas índias, acuadas pelos cães de caça. As índias foram recolhidas por Diógenes e levadas ao acampamento dos jesuítas em Boa Vista. Uma delas veio a falecer não resistindo aos ferimentos dos cães, a outra foi batizada pelos jesuítas de Antônia da Purificação e levada para a residência do Capitão Diógenes Paes Botão.

Decorrido alguns anos o Capitão Domingos Paes Botão não tendo uma moça para casar com seu filho Diógenes e notando a grande afeição dedicada à índia, aprovou seu casamento com a mesma, provocando um certo desagravo a vaidade da nobre Genoveva e seu marido. Desde então surgiram as ramificações da família Diógenes.

O Tronco inicial da família DIÓGENES em Apodi é o Capitão JOAQUIM SULPINO PAES BOTÃO, natural de Riacho do Sangue-CE, atual cidade Jaguaretama-CE, onde nasceu em 1780. Chegou em Apodi já viúvo de Thereza de Jesus Maria, com quem teve os filhos DAVINA THEREZA DE JESUS, que casou com JOSÉ ALEXANDRE NUNES DE CARVALHO, que é o mesmo José Alexandre de Carvalho Nunes, com descendência em Pau dos Ferros e cidades circunvizinhas.

F.02- JOSÉ SULPINO PAES BOTÃO FILHO - Casou em Apodi com ANGÉLICA MARIA DA CONCEIÇÃO SILVEIRA - São os avós do velho Mané Leite, que por sua vez é pai de Sêo Vicente Leite.

O Major JOAQUIM casou em segunda núpcias em Apodi com ISABEL SABINA DE OLIVEIRA, da família PINTO, de quem descende dona ALBANIZA DIÓGENES, neta de Francisco Diógenes Paes Botão (Chico Diógenes, que casou com ANTONIA FERREIRA PINTO, filha do Cel. Antonio Ferreira Pinto) JOAQUIM foi pai, ainda, de LUÍS DIÓGENES FERREIRA PINTO, que vem a ser o pai de CECÍLIA DIÓGENES (Dona Nazinha) casada com Sêo Valdemiro Custódio e são os pais de Zé Vandilson, Vanilda, Vancí, Vilson e outros.

O Capitão JOAQUIM faleceu em Apodi a 06.10.1873 e era filho do Major DOMINGOS PAES BOTÃO JÚNIOR e THEREZA DE JESUS MARIA. 

Inventário feito pelo historiador apodiense - Marcos Pinto

Nenhum comentário: