Pesquisar neste blog

sexta-feira, 7 de junho de 2013

Charton Rêgo

CHARTON HESTON RÊGO NORONHA, nasceu no dia 3 de novembro de 1982, na cidade de Apodi-RN, filho do saudoso Adenauer Noronha Corrêia e Maria de Fátima Rêgo Noronha. É casado com Edinaide Gonçalves Rêgo. 

Jovem de grande carisma aprendeu a sorrir mesmo em meio as muitas adversidades que a vida lhe proporcionou. Charton Rêgo fora criado pela avó paterna Dona Nêga de Iran até os 12 anos de idade e posteriormente pela avó materna Guiomar Rêgo. Habilidoso na arte de negociar e tratar bem as pessoas trabalhou em várias empresas locais e cidades circunvizinhas. 

Charton Rêgo estudou nos colégios Gerson Lopes, Antonio Dantas, Colégio Nossa Senhora da Conceição.O jovem destacou-se como aluno da FISK onde cursou Língua Inglesa e do IFRN onde Cursou o 6º período em Zootecnia onde foi líder de turma. Ganhador do 1º Concurso de textos do IFRN Campus Apodi. Foi o idealizador e regente junto com o Prof. de Música do IFRN Tiago Cabral do Coral Jovem do IFRN. Pelo destaque e empenho dentro da Instituição foi escolhido em todo o RN para representar o IFRN no fórum Regional do Nordeste da Modalidade PROEJA em Teresina-PI onde seu discurso foi destaque em 2011. Nos dias atuais, o jovem se destaca como Empreendedor no ramo do Comércio.

O Jovem amigo é defensor da cultura, pois em sua infância foi membro das Escolas de Samba: “Ídolos do Samba e Árabes do Samba. De família Artística (Noronha) participou das gravações do Filme genuinamente Apodiense dirigido por seu Tio-Irmão Charley Noronha “A Morte o Começo Sem Fim”. Interpretou no antigo Cineodeon o personagem do Baby da Família Dinossauro e do Praga do show da Xuxa. Foi regente do Coral Infantil da AABB Comunidade. Charton Rêgo será sempre lembrado, pois dentro de muitas artes é ainda versionista e compositor. O Sucesso insuperável da Música Tá tudo Friviano, nasceu na mente brilhante deste Jovem determinado que ainda compôs: “Se é de votar num de fora vou votar com Flaviano”, “E Vou Friviar com Alegria”. 

É defensor de mais investimento e valorização da banda de Música Municipal Antônio de Pádua Leite, e da valorização dos Grupos culturais da cidade (Rancho Alegre, Balacobaco), de onde recorda com sorriso no rosto os tempos em que participou da Quadrilha Junina da saudosa Neta Viana e da profunda admiração pelo lindo trabalho da Profª Joana Darc. Defende ainda Projeto de Homenagens em Vida, para cidadãos que realmente contribuíram para o progresso de nosso Apodi em ambas as partes da Camada Social. 

Apoia integralmente os trabalhos religiosos que reintegram e tornam as pessoas em seres humanos melhores na sociedade. “Grupos de louvores, Clube de Desbravadores, Evangelismos são meios para salvar a humanidade e relembrá-los da importância dos princípios morais”. 

Na saúde carrega a responsabilidade de seguir o trabalho de seu Tio-avô o Deputado Estadual Getúlio Rêgo, em quem se inspira e de quem teve indicação para entrar na vida pública. Conhecedor dos problemas da área, não por possuir título acadêmico, mais por já ter sido tratado de HANSENÍESE em 2005, e de LER (Lesão do Esforço Repetitivo) sabe muito bem o que é depender das unidades de saúde de onde diga-se de passagem foi muito bem tratado e curado. Defende o dia Municipal da conscientização da Campanha Hanseníase tem cura. 

É Fundador e Regente do Coral e Quarteto Jovem da Igreja Adventista do 7º Dia sendo membro a 17 anos, pregador, cantor e compositor. 

Em 2012, foi candidato a vereador de Apodi mas infelizmente perdeu obtendo apenas 679 votos, o que lhe deu o título de 1º suplente de sua coligação.  Charton Rêgo ocupou  a pasta da Secretária de Agricultura na Prefeitura Municipal de Apodi, no governo do prefeito Flaviano Monteiro.

 Nas eleições municipais de 02 de outubro de 2016, foi eleito vereador de Apodi pelo PT do B(Partido Trabalhista do Brasil), obtendo 1,065 votos, eleito para a legislatura 2017-2016. 

Este é Charton Rêgo, um jovem dinâmico que não negocia seus princípios, e trabalha duro pra dá de conta das atividades comerciais, estudantis, religiosas-culturais.

Fonte: Charton Rêgo

Nenhum comentário: