Pesquisar neste blog

quinta-feira, 13 de junho de 2013

Amor é para poucos - Paulo Filho Dantas

“Quem sabe a vida não valeu
Somente aquele íntimos movimentos
Acontecidos com poucos sentimentos
Repartidos entre você e eu

Liberta-s dessa ingrata corrente
Que te prende à casa da saudade
Quão imensa és essa insanidade
Quão gigantesco teu coração valente

Que agora sofre por causa minha
Externa à alma engatinha
Procurando o vazio esquecer

O amor é para aqueles poucos
Seres verdadeiros, não loucos
Que querem e deixam viver’’.

Copiado do: Caminhos do Meu Ser

Nenhum comentário: